Entenda o aborto espontâneo

Aborto espontâneo é o termo usado para a gestação que termina acidentalmente antes de completar 20 semanas. Infelizmente isso é bastante comum.

Geralmente, o aborto espontâneo acontece até a 12ª semana de gestação, quando os principais órgãos do bebê estão se desenvolvendo. Muitas vezes é tão precoce que ocorre antes mesmo da mulher descobrir que está grávida, sendo o único sintoma o atraso na menstruação. Estima-se que quase 20% das gestações não cheguem ao fim.

A causa mais comum é a má formação do feto, ou seja, quando um defeito cromossômico impede o desenvolvimento do bebê. O aborto é a forma do corpo "decidir" por não levar adiante essa gravidez que não se desenvolve como "esperado".

A má formação do embrião pode acontecer devido à idade materna avançada, diabetes, disfunções da tireoide e do útero, uso de medicamentos, doenças infecciosas ou excesso de cigarro, álcool ou droga. Outra causa comum do aborto é a gravidez ectópica, quando o embrião se desenvolve fora do útero.

Muitas vezes a mãe se culpa por ter feito atividade física no início da gestação, por ter levado algum tombo ou por ter tido relações sexuais, porém, em princípio nada disso é considerado causa de aborto espontâneo.

Mulher com as mãos na cabeça lamentando uma perda - foto: Kishivan/ShutterStock.com

O principal sintoma do aborto é o sangramento vaginal, que pode vir acompanhado de fortes dores abdominais e contrações uterinas. Em alguns casos, ao invés de sangue, a mulher elimina uma secreção, que indica que a bolsa se rompeu. Se expelir algum material sólido após esses sintomas, é importante colher o material para que o médico possa examinar. É possível ainda que o aborto aconteça sem sangramento ou dor e a mulher irá descobrir que a gravidez não está se desenvolvendo ao realizar os exames de pré-natal.

Ao observar qualquer sintoma é importante procurar um médico imediatamente (não adianta fazer buscas na internet e tentar consultas virtuais). Ele irá realizar exames para confirmar o aborto e verificar se há necessidade de realizar uma curetagem, caso o feto ou a placenta não tenha sido inteiramente eliminada. Muitas vezes, os sintomas podem ser apenas uma ameaça de aborto e se o médico agir rapidamente a gravidez poderá continuar.

A dúvida de muitas mulheres é se após sofrer um aborto espontâneo irão conseguir engravidar normalmente. Provavelmente sim. Sofrer um aborto não significa que as futuras gestações não vão se desenvolver até o fim. A única orientação é que esperem de três a seis meses até engravidar novamente para que o corpo possa se restabelecer.

Se o aborto espontâneo se repetir por três vezes consecutivas ele é considerado um aborto habitual e é indicado que se investigue a causa para poder tratar o problema.

Um cuidado que a gestante pode tomar para evitar um aborto espontâneo é fazer exames antes da gravidez. O ginecologista poderá detectar problemas hormonais e infecções virais que podem impedir que a gravidez se desenvolva normalmente. Se a mulher estiver saudável, o medico irá prescrever ácido fólico, que ajuda a evitar a malformação do feto.

Do ponto de vista psicológico, o aborto espontâneo deve ser encarado pela mulher com naturalidade e ela deve confiar que as chances da próxima gravidez ocorrer normalmente são grandes. Antes de fazer novas tentativas, é importante se recuperar emocionalmente da perda do bebê. Conversar com outras mães que passaram por isso e hoje têm filhos pode ajudar a mulher a ganhar confiança, esquecer o episódio e perder o medo de encarar outra gravidez.

boas compras
Comentários
Gomes

Vi de criar essa paginaa !ontem perdi o meu bebe 29_7_15 nnuca vou esquecer essa data horrivel da minhaa ja n tenho força para viver queria tanto ter essa crianca !hj perguntou porque deus fez isso comigoo. Hoje dia 30_07 ia completar tres mes! So me apetece morrer.sintou_me tao sozinha nu mundo! Sera que vou engravidar de novo?

Vta

Tive um aborto retido em fevereiro desse ano, estava de 6 semanas, foi muito difícil. Mas hoje estou grávida de 8 semana. Já fiz o ultra e o médico disse que tá tudo bem. Tô muito feliz, porém me sentindo cansada e com muito enjôo.

Mãe 2015

Ah muito tempo desejava ter um filho mas o meu marido nao queria no momento mas esse ano decidimos juntos que iríamos ter o nosso bebê . começamos a tentativa em fevereiro e em maio a nossa bênção foi enviada no dia 22/05/15 fiz o beta e deu positivo ficamos muito feliz mas no dia 06/06/15 tive um pq sangramento fui à emergência fizeram uma utra e 5ava tudo bem estava de 05 sms e 6 dias mas o sangramento continuava fiz outra utra dia 11 deu que estava td bem ja estava com 6sms e 4dias e o sangue continuava o médico passou utrogestan mas nao adiantou no dia 13 tive muita cólica e o sangramento aumento fii ao medico fez o toque o colo do útero tava fechado mas na utrasson o bebe tava sem batimentos cardíaco foi muito triste.so Deus sabe o quanto eu quis esse bebê nas acredito que ele vai me dar outro no momento certo meu milagre vai chegar eu tenho fé.

Helena

Para Deus, tudo é possível! Sonho em ser mãe também. Peço a Deus que abençoe e conforte todas as famílias que já passaram por esta experiência. Os depoimentos das mães que já conseguiram engravidar me conforta muito e por isso também, não devemos perder nossa fé em Deus! Tudo dará certo!

Nsbomparto

oi meu nome é Elaine tenho 34 anos e depois de muitos anos tentando engravidar com muitos tratamentos três abortos sendo o primeiro com alguns dias de gravidez apenas o segundo após três anos com 12 semanas e depois de 9 meses o terceiro com 37 semanas uma semana antes do parto e todos sem explicação depois de tudo isso em janeiro tive minha linda Maria Luiza nasceu de 33 semanas após uma gravidez tranquila mais de alto risco e com tratamento profilático para trombofilia ( proprensão a trombose no cordão umbilical) pressão alta, hipotireoidismo,apenas um ovário e uma trompa e como se não bastasse meu marido tem baixa contagem de espermatosóide então o que dizer?simplesmente que somente com muita fé e confiançs totsl em Deus e em suas obras em nossas vidas alcançamos tudo mas tudo q Deus sonha para nossas vidas!!!! Lutem mas lutem mesmo para realizar o grande e maravilhoso sonho de ser mãe....porque vale muito a pena depois de tantas dores e decepições olharmos para os olhinhos lindos e fitantes de nossos fikhos olhsndo não somente para nosso rosto mas especialmente para nossa alma e dizendo te amoooooo a gente esqueci de tudo só para amar e amar....Deus abençoe

Nega

Em março de 2013 tive um aborto espontaneo tava com 18 semanas eu fui fazer uma ultrason e descobri que o coração do meu filho havia parado na hora quiz morrer não queria aceitar pois é um momento muito doloroso. Em março de 2014 engravidei e dia
21 de dezembro de 2014 nasceu minha filha Ester e estou muito feliz por benção recebida.
Deus é fiel.

Bina

Sou mãe de dois meninos e sofri um aborto espontâneo com 6 semanas... Apesar de ler que é comum, a sensação é horrível.

Mãedesarah

Olá sou nova por aqui tive um aborto espontaneo dia 25 /12 / 2014 estava de 18 semanas tive perda de liquido por uma semana porem nao fui ao medico achei que era normal dia 23 /12 / 2014 fiz a ultrassonografia e tava tudo bem meu marido ficou taao feliz que quase chorou nao deu pra ver o sexo estava de bruços dai ja saiimos planejando em começar a comprar as coisinha esse mês entao comexei sentindo dor e tive um pequeno sangramento fui pro hospital e a medica me disse que eu estava tendo um aborto perdi meu chao queria morrer nao queria aceitar pois era minha primeira gravidez era uma menina emuito triste mais confioem Deus a hora certa chegara ainda este ano em nome Jesus cristo
Nao desistam do teu milagre futuras mamaes boa sote pra todas nos bjsss ferteis

clique abaixo para ver + comentários
boas compras
Mundo Encantado do Bebê