Vá pra cama! É hora de dormir

O terror de muitos pais é quando a noite surge e chega a hora de colocar as crianças na cama. Reclamações, choros, brigas e pedidos para ficar mais um tempinho acordado são os comportamentos mais comuns dos filhos que não querem dormir. E aí, o que fazer?

Crianças que demoram a dormir ou que acordam durante a noite deixam os pais irritados e cansados. Alguns dos motivos para essa “luta” com as crianças podem ser falta de rotina na casa, medo da separação ou simplesmente estão acostumados a dormir na cama dos pais e para dormir no seu próprio quarto levará algum tempo para se acostumar.

O melhor é que desde pequenas as crianças sejam acostumadas a dormir na sua própria cama e, de preferência, em um quarto separado dos pais para que o hábito seja criado desde muito cedo.

Bebês pequenos que são amamentados durante várias vezes durante a noite podem ficar no mesmo quarto dos pais, mas no berço, até para a segurança do próprio bebê, que pode ser asfixiado por um dos seus pais ou ser jogado para fora da cama, tudo sem querer, mas pode acontecer.

Nada de alimentar o neném de madrugada - Aos seis meses de idade, o bebê já consegue passar a noite toda dormindo sem se alimentar. Alimente seu bebê antes de você deitar e se ele acordar durante a noite, conforte-o com algumas carícias ou uma fala mansinha ao invés de alimentá-lo.

Uma dica para bebês que amamentam é que a mamãe não deixe o bebê dormir no colo. Quando ele estiver adormecendo e você perceber que já mamou o suficiente, coloque-o no berço para que adormeça no seu lugar. Se o bebê ainda não mamou o suficiente, tente acordá-lo e ofereça mais leite e assim que estiver sonolento, leve-o para o berço, assim, se o bebê acordar durante a noite, será mais fácil ele pegar no sono novamente sozinho, sem a presença da mamãe.

Sempre que o bebê ou a criança acordar a noite chorando ou chamando os pais, não dê muita atenção, vá até o quarto da criança e a tranqüilize, sem acender a luz, ou uma penumbra, não brinque ou realize tosos os pedidos que fizer. A criança tem que saber que a noite é hora para dormir e que não terá a atenção dos pais nessa hora.

Criando uma rotina - Uma outra atitude essencial para as noites tranqüilas de sono de pais e crianças é a rotina. Todos precisam de rotina, principalmente os pequenos. Por exemplo, não deixe que a criança assista TV ou brinque de lutas horas antes de dormir.

Crie um ritual aonde o ambiente da casa vá se acalmando os poucos até que chegue a hora de colocar o pijama, escovar os dentes, contar uma história ou cantar uma canção de ninar e dormir. Esse é um exemplo, mas são os pais com o seu filho que irão fazer a programação diária, pode ser um banho morno antes de dormir ou uma massagem só com a luz de uma vela.

Se durante a noite a criança sai da cama e vai até a cama dos pais, leve a criança até o seu quarto novamente, sem brigas ou argumentações, somente com a autoridade de pais e diga que lá é o seu lugar de dormir. Lógico que às vezes você pode dar um espacinho na cama. Pode levar tempo, mas a criança entenderá que não vai conseguir nada e que é melhor ela virar e dormir novamente sozinha.

Dicas

Toda regra tem exceção. Se o seu pequeno estiver doente não tem problema que fique perto de você. Mas sempre o lembre que isso não será para sempre.

Se há o medo de separação, nada como um amiguinho para lhe fazer companhia durante o sono, seja um ursinho ou uma boneca para a criança se sentir mais segura.

Se houver alguma mudança na rotina da criança durante o dia pode interferir no sono da criança durante a noite. Continue com as regras e seja sempre coerente e assim que a rotina entrar nos eixos, o sono voltará a ser tranqüilo.

Bruno Rodrigues

Pesquise aqui
 
Depoimento