Pesquisar

Teste da Linguinha vira obrigatório e seu bebê vai ganhar muito com isso

Todas maternidades e hospitais do país são obrigados por lei a realizar o Teste da Linguinha em bebês recém nascidos (nas primeiras 24 horas).

publicidade

Como é feito esse procedimento e para que serve? 

A realização do teste da linguinha é de extrema importância para o desenvolvimento da criança, pois através desse exame poderá se detectar eventuais problemas de fala, como a "língua presa" .

O exame consiste em verificar se existe alteração no frênulo (conhecido como freio), que é a membrana que liga a parte inferior da língua ao assoalho (ou a base, como preferir) da boca. Caso seja detectada a "língua presa", um pequeno corte na membrana é realizado.

Criança mostrando a língua - Foto: leungchopan/ShutterStock.com

E você sabe por que o Teste da Linguinha precisa ser feito logo nos primeiros dias do bebê? A resposta é que uma eventual má formação da membrana da língua pode prejudicar seriamente a amamentação e o desenvolvimento da fala. 

Quanto mais tarde for detectada a língua presa, mais complicada fica a recuperação (principalmente quando já é adulto), pois a pessoa já sofreu enormes prejuízos no desenvolvimento da fala ao longo dos anos, além de o corpo já ter se formado.

E se formos pensar que a dificuldade na fala afeta a auto estima e dificulta o aprendizado da pessoa, o problema se torna muito mais sério. 

Como o bebê ainda não tem o corpo formado, uma correção na boca ainda nos primeiros dias de vida será absorvida naturalmente.  

Essa transformação do Teste da Linguinha em lei federal é uma vitória da Fonoaudiologia brasileira. 

Amamentação pode ser prejudicada - Vejam como são as coisas. É comum mamães se acharem culpadas quando a amamentação não acontece adequadamente. Mas muitas delas não sabem que às vezes o problema está na má formação da língua do bebê, e a anomalia passa batida. Mais um motivo para a necessidade do teste.

A língua do bebê faz um super trabalho de sucção e deglutição para tirar o leite do peito da mãe. E esse processo pode ser dificultado caso o pequeno tenha língua presa.

Outra: os problemas de sucção podem levar o bebê a ser desmamado antes do tempo certo.

“Bebês com alteração no frênulo têm um número menor de sucção e um tempo maior de amamentação, algo em torno de oito a dez segundos. O normal é que essa pausa seja de quatro segundos e que a criança tenha uma quantidade maior de sucção”, explica a fonoaudióloga Roberta Martinelli, criadora do teste.

Como é feito o Teste da Linguinha - O exame é simples e rápido. Enquanto o bebê está mamando, o fonoaudiólogo ou outro profissional de saúde capacitado faz a avaliação anatômica e da força de sucção, além de análise dos batimentos cardíacos, da respiração e da saturação do oxigênio.

Não dói - O Teste da Linguinha não dói. Assim como não doi caso seja detectada alteração na membrana da língua. O corte da membrana não causa dor. Observação importante: nem todo bebê que tenha língua presa terá problemas no desenvolvimento da fala. 

Custos - O Teste da Linguinha não terá custo em redes públicas e privadas, até porque, como citado acima, o procedimento é rápido e simples.

publicidade
publicidade