Suco de frutas para as crianças

ATENÇÃO!
Até o sexto mês de vida o bebê deverá ser alimentado exclusivamente com o leite materno. Ele não precisará de água ou chás. Qualquer mudança nessa regra deverá ser feita com orientação do seu pediatra.

ATENÇÃO!
A atual recomendação da "Academia Americana de Pediatria" diz que:

  • dos 6 meses até 1 ano de idade deve-se oferecer frutas in natura ao invés de sucos (mesmo que naturais);
  • se for oferecer sucos naturais (preparados em sua casa com a fruta), não coloque açúcar nem adoçante e de preferência dilua com água (filtrada);

Os sucos de frutas são mais gostosos que refrigerantes, mais saudáveis e oferecem vitaminas e minerais para as crianças. Taí alguns motivos para os pais riscarem o “refri” do cotidiano familiar. Mas devemos seguir aquela regra do "tudo em excesso é prejudicial". A ingestão de suco de frutas não deve ser feita de maneira indiscriminada, mas sim com moderação.

É sempre bom destacar que o organismo da criança não está preparado para receber outro tipo de alimento que não seja o leite materno até os seis meses de idade. A barriguinha do nenê não está preparada para receber alimentos pesados. Oferecer suco de frutas antes disso pode acarretar em alergias alimentares, diarréias e até obesidade.

Aos seis meses, o desmame começa com o suco de frutas, sem adição de açúcar. É um alimento bem aceito pelo bebê já que tem um sabor mais doce. Na primeira semana, ofereça o suco no meio da manhã e depois e à tarde depois do almoço. A quantidade deve ser bem pequena para observar se haverá alguma reação instestinal ou alérgica. Se depois de dois dias estiver tudo normal, você poderá aumentar as quantidades. Tanto a introdução dos sucos como as quantidades deverão ser discutidas com o pediatra, e só depois oferecidas ao bebê.

Nessa fase, o bebê ainda não é teimoso como uma criança, que já tem o "não" engatilhado na língua sempre que lhe for oferecido o que não agrade. Ofereça uma fruta por vez. Além de a criança conhecer os vários sabores e se acostumar com a variedade, se ocorrer alguma alergia fica mais fácil saber qual foi alimento que produziu a reação.

Engana-se quem pensa que as frutas, só por serem naturais, não são calóricas. Elas contêm frutose, que nada mais é que açúcar natural, absorvido da mesma maneira que o açúcar de um doce, por exemplo, sacarose. Tome cuidado, mamãe.

Como já dissemos, o excesso do consumo de suco de frutas pelas crianças não é bom, pois pode trazer problemas digestivos e cáries dentárias. Aliás, é importante que a criança aprenda a comer fruta e não somente ingerir o suco dessa fruta, pois a fruta oferece maior quatidade de fibras que o suco da fruta.

Cálcio - Não esqueça, mamãe, que para um bom crescimento e desenvolvimento o cálcio é uma vitamina muito importante, principalmente para a formação dos dentes e ossos. Mesmo que o suco contenha cálcio, ele não contém outros nutrientes presentes no leite, como vitaminas A e D e fósforo.

Verifique se o seu pequeno ingere as quantidades de cálcio necessárias. Se ele não tomou leite de manhã, ofereça-o no lugar do lanche da tarde. Deixe o suco para outro momento.

A melhor opção para matar a sede ainda é a água. Acostume seu filho a beber água quando estiver com sede. O exemplo começa em casa. Se os pais não bebem água e só tomam refrigerantes ou suco não podem exigir atitude contrária de seu filho.

A ingestão moderada e variável do suco de frutas é boa para uma alimentação equilibrada e saudável da criança.

Dicas

Muitos sucos de frutas não necessitam adição de açúcar. Caso seja necessário, faça em quantidade mínima.

Para um lanche, substitua o refrigerante por um suco de frutas ou por leite batido com frutas que é mais saudável e nutritivo. Nenhuma mãe quer ver o seu queridinho com sobrepeso.

No combate à desidratação não é recomendado o uso de sucos de frutas. Beba água!

Bruno Rodrigues

Pesquise aqui
Depoimento