Pesquisar

Proteja sua barriga da poluição

Infelizmente a poluição do ar que atinge a grávida pode chegar até o bebê através da placenta

publicidade

Que a poluição é prejudicial à saúde todo mundo já sabe, mas tem muita mulher grávida que acredita que só pelo fato de seu bebê estar guardado dentro da sua barriga a poluição não prejudica o seu desenvolvimento. Não é bem por aí.

Gestantes que estiveram expostas a altos índices de poluição principalmente nos três primeiros meses e últimas semanas de gestação geraram bebês prematuros ou abaixo do peso esperado.

Pelo menos foi isso que concluíram os pesquisadores da Universidade de Medicina e Odontologia de Nova Jersey, nos Estados Unidos, que observaram durante quatro anos mais de 330 mil gestantes. Os dados da gestação e do nascimento foram comparados com as medidas de poluição do ar obtidas pela Agência Americana de Proteção Ambiental.

Mulher na calçada fazendo sinal para um táxi - foto: Diego Cervo/ShutterStock.com

O epidemiologista e coordenador da pesquisa David Rich afirma que a poluição traz restrições ao crescimento da criança e nascimentos prematuros. Isso acontece porque a poluição pode alterar as células dos fetos ou fazer com que recebam menos oxigênio e nutrientes.

Já na Universidade de Columbia, também nos Estados Unidos, pesquisadores afirmam que o ar respirado pela mulher durante a gravidez interfere no desenvolvimento cognitivo da criança.

A pesquisa acompanhou 249 crianças e suas mães desde a gestação até os cinco anos de idade. No período final da gestação as mamães usaram um medidor da qualidade do ar e quando as crianças fizeram cinco anos de idade foram submetidas ao testes de coeficiente intelectual (QI).

A conclusão foi de que crianças que as mães ficaram expostas a ambientes mais poluídos tiveram desempenho de 4 a 5 pontos inferior às crianças em que as mães viviam em ambientes com melhor qualidade de ar.

As variáveis como relação da família em relação ao aprendizado e exposição aos poluentes depois do nascimento também foram consideradas, mas mesmo assim a exposição pré-natal foi significante.

“É preciso fazer mais para impedir a deterioração ambiental, não deixando que isso prejudique as crianças”, diz a responsável pelo estudo, Linda Birnbaum.

Portanto, atenção redobrada para a poluição se a mulher estiver grávida. Sabemos que sozinhos não evitaremos a farta emissão de monóxido de carbono no ar. Por esse e outros motivos que devemos conservar o nosso ambiente e pedir aos governantes leis e medidas que preservem o planeta.

Dicas

Evite lugares de muito trânsito ou áreas industriais que jogam muitos poluentes no ar.

Ao fazer caminhadas ou exercícios físicos ao ar livre fique atenta para a qualidade do ar e evite áreas com muitos veículos passando.

Se morar perto de uma via muito agitada, feche as janelas nos horários de maior movimento.

Considere utilizar máscaras, principalmente em dias muito secos.

publicidade
publicidade