Pesquisar

Dentes bem-tratados

Dentes bem-tratados melhoram qualidade de vida de crianças

publicidade

Estudo realizado pelo Centro Acadêmico de Odontologia de Amsterdã, na Holanda, revelou que as crianças ganham muito em auto-estima e qualidade de vida quando passam por tratamentos dentários.

Seja por 'medo do motorzinho' ou pelo descuido dos pais, crianças com dentes deteriorados ou quebrados podem passar por diversos problemas emocionais. Desde se sentirem culpadas pela falta de cuidados, até perderem a autoconfiança por conta de um sentimento de inferioridade ou humilhação. Além disso, o estudo aponta perdas relacionadas à saúde e à qualidade de vida, tão importantes na primeira fase da vida.

"Os cuidados com a saúde e a estética dental são cada vez mais necessários. Tanto do ponto de vista da saúde, como da auto-estima e qualidade de vida. Infelizmente, não são poucas as pessoas que passam por experiências desastrosas na primeira ida ao dentista, ainda na infância", diz o doutor Marcelo Rezende, cirurgião-dentista que dirige a Smiling Dental Care, em Manaus.

Rezende aponta dois agentes responsáveis por crianças e adultos evitarem ir ao dentista, preferindo comprometer não só a saúde bucal, como a saúde geral: "Os primeiros que deveriam incentivar as crianças a ter uma higiene bucal ideal, escovando e enxaguando a boca pelo menos três vezes aos dias, são os pais. E isso se dá através de um bom exemplo dentro de casa. Se a criança nunca vê seus pais escovando os dentes antes de dormir, por que ela se sentiria obrigada a isso? Além do mais, os pais devem estar atentos aos dentes dos filhos desde cedo, recorrendo a dentistas e ortodontistas sempre que perceberem alguma necessidade".

Em segundo lugar, o especialista aponta os próprios dentistas como 'culpados' por muitos dos traumas adquiridos no consultório durante a infância. "Felizmente, não estamos falando da maioria dos dentistas. Mas, de fato, se o profissional não adota um tratamento diferenciado para com o público infantil, apresentando todo instrumental e explicando passo a passo tudo o que está fazendo para tratar os dentinhos da criança, é muito comum ela se recusar a voltar".

Rezende diz que hoje em dia, inclusive, há uma grande ajuda de novas tecnologias nesse sentido. "Quem morre de medo da anestesia pode ficar sossegado. Hoje fazemos uso do óxido nitroso, que é um gás que relaxa o paciente, produz analgesia e ainda dá uma sensação de bem-estar. O laser de hérbio é outro aliado contra o medo, empregado no lugar da broca. Vale lembrar que somente dentes sem amálgamas podem ser trabalhados com esse recurso - o que é uma grande 'sacada' com as crianças".

Dentista mostrando para a criança com o auxílio de uma dentadura e escova como escovar os dentes - foto: Monkey Business Images/ShutterStock.com

publicidade
publicidade