Bebê até 1 ano

Creche - Será que está na hora?

É, este é mesmo um momento difícil, principalmente para papais de primeira viagem!

Penso que não há uma hora exata, uma idade ideal para o bebê ir à creche. Isto dependerá demais da demanda da família, da necessidade desta. O importante é que não seja uma decisão precipitada e de última hora, com a mãe já prestes a voltar as suas atividades fora de casa.

A escolha da creche deveria ser realmente uma opção dentre outras alternativas. Quero dizer com isto que a creche não pode ser usada como escolha para a falta de "coisa melhor". Se assim for, haverá pouca chance de dar certo.

A creche é sem dúvida uma opção com seus prós e contras. Deverá ser um espaço profissional de lazer, cuidados físicos e emocionais, desenvolvimento e socialização para a criança. Os pais deverão encontrar a sua creche, ou seja, o espaço que melhor lhes dê o sentimento de acolhida, aquele com o qual eles mais se identifiquem, que mais tenha "a sua cara". Enfim, aquele lugar e aqueles profissionais com as quais, eles -os pais- tenham vontade de estar.

A creche há que ser uma parceira na criação de nossos tesourinhos e nunca uma rival, uma competidora por quem faz mais ou melhor pela criança e isto só 'será possível se esta escolha for realmente uma opção consciente e feliz.

Se a opção pela creche te trouxer sentimentos de pena do filho, abandono ou algo assim, pare e pense, reveja seus conceitos sobre o que é uma creche. Veja se o nome te remete à orfanato ou algo parecido. Visite mais creches, observe o movimento das crianças, os adultos que nela estiverem. Marque mais entrevistas com pedagogas, psicólogas e donos das creches visitadas.

Faça de tudo mas não deixe seu filho na creche se não conseguir enxergá-la como um lugar capaz de dar afeto, alegria, saúde e desenvolvimento ao seu bebê. Tem que ser um ganho!

Assim, quando os "contras" surgirem (e surgirão já que nada é perfeito... nem mesmo você...), será mais fácil de aturá-los e administrá-los. Ao entrar para a creche seu bebê certamente já estará iniciando o desmame, entrando em contato com muito mais crianças e adultos, saindo mais, etc. Todos estes, são fatos que poderão resultar num número maior de viroses para o bebê. Este será um período de adaptação ao mundo em todos os sentidos, inclusive no imunológico.

Se vocês já não estiverem certos dos benefícios que a creche pode trazer como opção para a criança, esta questão imediatamente servirá para abalar de vez sua estrutura e confiança em sua opção.

Veja também se seu pediatra é ferrenhamente contrário à creches. Há os que são!

Bancar esta escolha contrariando seu pediatra, requererá muita coragem, convicção e revisão de valores que podem até mesmo resultar na mudança do médico ou da sua opção.

O quase impossível será bancar os dois. Visite creches, muitas se possível. Vá com seu filho e com seu companheiro ; Converse com os profissionais ; Volte para ver de novo ; Veja se a higiene do local te agrada ; Se os funcionários aparentam estar alegres e em paz ; Se as crianças estão felizes (um chorinho esporádico faz parte, não seja radical(!), afinal em casa elas também choram) ; e se parece haver uma razoável relação entre o número de funcionários e o de crianças. Enfim, faça tudo com calma, planeje tempo para fazer junto ao bebê uma boa adaptação... e boa sorte ! Se ao final for esta a sua opção, curta muito esta nova aliada nos cuidados do seu filhote.

Dra. Ana-Heloisa Gama 

Pesquise aqui
Depoimento