Conjuntivite

Conjuntivite em recém-nascido

As mamães de primeira viagem ou mesmo as que já tiveram bebês podem não conhecer alguns procedimentos que ocorrem com o seu bebê logo que ele nasce. E um desses cuidados após o nascimento é a utilização de um colírio de nitrato de prata.

O colírio de nitrato de prata serve para a prevenção de alguns tipos de conjuntivites, chamadas de oftalmias neonatais, que podem acontecer de alguns dias de vida até o fim do primeiro mês de vida do bebê.

Nos primeiros três dias de idade pode aparecer nos olhinhos de seus filhos uma vermelhidão em reação ao colírio de nitrato de prata usado ao nascimento. Essa irritação, entretanto, é normal e logo desaparece.

O problema aparece quando o contágio dos olhos do bebê ocorre durante o parto. A mamãe pode estar contaminada por bactérias ou vírus em sua flora vaginal, “passando” esses bichinhos para seu bebê.

O tipo mais grave de conjuntivite é a causada pela bactéria da gonorréia. A mamãe que não fez um bom pré-natal e estava contaminada durante o parto com esse tipo de bactéria, pode infectar seu bebê.

Fique atenta - A conjuntivite causada por essa bactéria manifesta-se nos primeiros dias de vida de forma mais severa com inchaço, vermelhidão e irritação das pálpebras e conjuntivas (branco dos olhos) e secreção de pus intensa. Se não tratada adequadamente, esse tipo de conjuntivite pode fazer ulcerações na córnea e comprometer a visão da criança permanentemente.

O tipo de conjuntivite mais comum é causado pela bactéria clamídia e aparece entre o 5o e 14o dia de vida do bebê. Os sintomas são os mesmos da conjuntivite caudada pela bactéria da gonorréia, mas bem menos severa e o colírio de nitrato de prata não é tão eficiente neste caso.

O vírus do herpes é outra causa de conjuntivite neonatal. Os cuidados são importantíssimos já que a infecção ocular pode chegar ao cérebro e causar danos maiores.

Uma dica para melhora da conjuntivite viral é o repouso e ingestão de vitamina C, como suco de acerola e laranja.

Medidas para coibir a conjuntivite - Quando houver conjuntivite, isole o bebê para que não transmita para outras crianças e não piore a infecção. Troque a fronha e lençol todos os dias para evitar retransmissão e antes de manusear o bebê, lave bem as mãos.

Não deixe de consultar o pediatra que orientará a mamãe quanto aos procedimentos para a cura da oftalmia neonatal. E mesmo que a conjuntivite do bebê melhore, continue o tratamento até a data orientada pelo médico.

Dicas

Mamãe fazendo um bom pré-natal é sinal de proteção para o bebê que ainda está por nascer.

O uso do colírio de nitrato de prata reduz até 50% o aparecimento de oftalmia neonatal. Procure informações com o seu médico.

A higiene antes de lidar com o bebê, principalmente lavar bem as mãos, além de prevenir a conjuntivite, evita outros tipos de contaminações.

Bruno Rodrigues

Pesquise aqui
Depoimento