Bebê tem que mamar logo que nasce!

O aleitamento materno é fundamental nos primeiros minutos de vida do novo serzinho.

A visão do parto que existe na cabeça da grande maioria das mulheres é assim: a gestante sente muitas dores e “expulsa” o bebê de dentro da barriga (seja com o parto cesárea ou normal). Em seguida, o bebê é levado para as avaliações necessárias, toma banho e assim vai para o berçário, reencontrando a mãe depois de um tempão.

A realidade em alguns hospitais ainda é essa, infelizmente. Entretanto, uma boa parte das maternidades realiza um trabalho mais humanizado, isto é, respeitando o momento ímpar entre mamãe e bebê. O aleitamento materno é fundamental nos primeiros minutos de vida do novo serzinho.

Mesmo aquela mamãe que por vezes não pode nem sentar e está cansada do exaustivo trabalho de parto, é preciso sim dar atenção imediata ao filho. Seja forte, mulher!

As vantagens da amamentação imediata são muitas e beneficiam tanto bebê quanto mamãe.

Começando pela produção de hormônios que acontece logo depois do parto numa interação mãe-bebê. O ato de o bebê sugar o leite libera a oxitocina que aumenta as contrações uterinas da mamãe, expulsando com maior facilidade a placenta e já fazendo com que o corpo da mulher volte ao normal.

“Sugando o seio da mãe, o bebê também ajuda na descida do leite materno, já que o ato de sugar joga na corrente sangüínea da mamãe o hormônio prolactina que estimula a produção de leite”, relata a fonoaudióloga Jamile Elias, aprimoranda em Saúde Materna-Infantil pelo Hospital Guilherme Álvaro, em Santos/SP.

A endorfina também é liberada quando o bebê é amamentado logo após o parto, diminuindo as dores da mamãe, que muda o seu foco da dor para o bem-estar do seu filho. E com esse foco desperta o instinto de proteção e cuidado.

O quanto antes no peito - Quanto mais precoce for a primeira mamada, mais vínculo se criará entre mamãe e bebê, prolongando assim o tempo de amamentação.

A fonoaudióloga Jamile Elias diz que a amamentação deve ser exclusiva até os seis meses de vida do bebê, pois mamãe e filho se beneficiem ao máximo das vantagens da amamentação exclusiva, como menor risco de doenças e alergias.

Outra vantagem: o contato pele a pele nos primeiros minutos de vida contaminará o bebê de germes e bactérias da própria mãe que são menos agressivos, criando imunidade, principalmente com o colostro (leite das primeiras mamadas), prevenindo assim de alguma infecção posterior.

Quer mais? O bebê ainda não regula normalmente sua temperatura. A relação precoce da mãe com o bebê que acabara de nascer faz com que a ela regule o corpo do pequeno ao estar em contato pele a pele, evitando assim uma hipotermia (choque entre a temperatura normal de uma pessoa com a do ambiente).

Prêmio a quem incentiva o aleitamento “imediato” - A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) propuseram ações em apoio ao aleitamento materno desde os primeiros minutos de vida do bebê.

Uma dessas ações chama-se “Iniciativa Hospital Amigo da Criança - IHAC”. Para receber esse título, o hospital precisa seguir dez mandamentos que incentivam o aleitamento materno. E o quarto item dessa lista pede:

“Ajudar as mães a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto”

Mesmo os hospitais que não tem esse título podem ajudar as mamães a amamentarem seus bebês nos primeiros minutos de vida.

Dicas

Se você quer se beneficiar desse contato precoce converse antes com os médicos que realizarão o seu parto e com o hospital.

Quanto mais informações sobre parto e amamentação você tiver melhor preparada estará para beneficiar seu bebê e a você mesma.

Amamentar os bebês imediatamente após o nascimento pode reduzir consideravelmente a mortalidade neonatal.

Bruno Rodrigues

Comentários

Gal

Quero AMAMENTAR meu Filho logo após o parto!

Elica

Minha primeira gravidez fiz cesaria de emergencia mas perdi meu bebe com 12horas de vida estava com seis meses e meio depois de 24meus seios
encheram e tomei remedio pra secar.
Hoje estou gravida de 27 sema as minha duvida e apos a cesaria quando posso sentar e amamentar?

Guia do Bebê

Não temos certeza se compreendemos a sua dúvida, mas parece que a questão é conseguir "sentar" para amamentar.

A mulher não precisa sentar para amamentar.

A recomendação atual é que a amamentação já ocorra logo após o parto ainda na sala de parto. Isso quer dizer que a mãe não precisará estar sentada, pode ser deitada ou inclinada (mas se for possível sentar e for a posição em que a mãe fica mais confortável, ela deve tentar).

No quarto, após o parto, as camas costumam ser reclináveis, mais uma vez não haverá impedimento algum.

Em casa, mesmo que a mãe sinta dores ou desconfortos e não esteja segura se vai aguentar segurar o bebê, ela pode se posicionar onde for confortável para ela e colocar uma almofada ou travesseiro por baixo do bebê para que ele fique apoiado na altura ideal para realizar a amamentação sem causar desconfortos para a mãe.

A mãe deve buscar a melhor posição para ambos. Seja em pé, deitada ou sentada. O importante é garantir a amamentação em livre demanda (quando bebê e mamãe desejarem).

Déia

Mas felizmente eu saí do hospital ainda no mesmo dia (ela nasceu 7h da manhã, 10h da noite já estávamos em casa) e ela se manteve apenas no colostro até meus seios transbordarem de leite, de vida, de amor!

Déia

Mesmo tendo me informado bastante durante a gravidez, essas "ameaças" de que meu bebê poderia estar passando fome mexeram muito comigo e hoje tenho certeza que atrasaram mais ainda a descida do leite (minha filha nasceu no sábado e só desceu na terça). (cont.)

Déia

(cont)A minha tristeza é lembrar de como foi no nascimento da minha primeira filha, quando não colocaram ela em contato direto comigo logo após o nascimento e ainda passaram o dia todo nos atormentando com sequenciais exames para verificar a glicose da pequena e insistência em dar NAM porque meu leite ainda não tinha descido. E isso foi em 2012, não dá pra dizer que foi "antigamente". (cont)

Déia

Fico muito feliz em ver essa ampla divulgação dos direitos (que na verdade são também deveres) que temos logo após o nascimento dos nossos pequenos. (continua)

Capitu

Perfeito!! Adorei o artigo!

Pesquise aqui
 
Depoimento