Pesquisar

Cornetas, barulho e os riscos à audição das crianças

Um ruído muito alto e repentino pode provocar um trauma acústico, isto é, lesões na orelha externa e interna das crianças

publicidade

As vuvuzelas ficaram famosas na disputa da Copa do Mundo da África, em 2010. São cornetas levadas aos estádios ou qualquer lugar onde se veja jogos, fazendo um barulho danado.

Animada para alguns, a vuvuzela (corneta) pode trazer riscos à criançada. Uma corneta utilizada nos jogos da Copa, por exemplo, pode emitir um som de até 125 decibéis. E adivinhem, mamães, quanto o ouvido humano pode suportar sem que haja muito incômodo? De acordo com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia, os sons suportados pelo ouvido humano são aqueles de até 85 decibéis.

barulhos podem trazer riscos a audição das crianças - Foto: thinkstock

Olha o tamanho do risco. O som da vuvuzela é mais alto do que uma serra elétrica ou cortador de grama, que chegam a 110 decibéis, ou uma sirene de ambulância, que pode chegar a 120.

Lógico que não é preciso ter pânico. Vez ou outra não tem problema. Mas comprar uma vuvuzela pode não ser o presente ideal.

Um ruído muito alto e repentino pode provocar um trauma acústico, isto é, lesões na orelha externa e interna do bebê ou da criança.

Na externa, pode ocorrer perfuração da membrana timpânica. E se o prejuízo chegar internamente, as células ciliares poderão ser lesionadas, tanto as externas quanto as internas. São essas células que potencializam o som dentro do ouvido e o transformam em impulso nervoso, gerando a audição.

A consequência pode ser temporária ou permanente. Quanto maior à exposição ao ruído, maior será o dano para a audição. Os sintomas de um trauma acústico para as crianças são os zumbidos (ruído no ouvido mesmo em ambiente silencioso), tontura e irritação. As pequenas que não sabem falar podem ficar irrequietas e incomodadas sem motivo aparente.

O problema durante as comemorações não são só as cornetas de plástico, os fogos, músicas em volume alto, e outros tipos de corneta também são perigosos.

Uma perda de audição nas crianças pequenas pode levar a um prejuízo na aquisição da fala e linguagem e na concentração.

Conselhos: evite lugares aglomerados e com muito ruído com as crianças. Prefira ficar em casa ou com um grupo pequeno de amigos. Se isso não for possível, proteja os pequenos com protetores auriculares para que o som das vuvuzelas ou qualquer tipo de corneta chegue em menor intensidade na orelha das crianças.

Lembrete: esses dados servem para os pequenos e também para os grandes.

publicidade
publicidade