Verminoses em crianças

Os parasitas, ou vermes, como são popularmente conhecidos, são organismos que vivem principalmente nos intestinos de crianças e adultos e só sobrevivem às custas do que nosso corpo pode oferecer a eles, ocasionando prejuízo na saúde das crianças.

Crianças de até seis meses de idade são menos susceptíveis de adquirir uma parasitose, já que dificilmente vão ao chão. Mais difícil ainda de pegar algum parasita são as crianças que estão em aleitamento materno exclusivo, pois não vão ingerir alimentos que estejam contaminados por larvas e ovos de vermes.

Como todos sabem, crianças adoram botar tudo que vêem pela frente na boca, daí tornam-se mais propensas a adquirir verminoses, pois se sujam em parquinhos, em tanques de areia, ficam mais à mostra para levarem picadas de mosquito e podem ingerir alimentos contaminados. Todas essas atividades facilitam a aquisição de algum parasita.

A lombriga é o parasita mais comum nas crianças e chega a medir 40cm de comprimento, alojando-se no intestino. Alimenta-se de nutrientes que rouba da criança podendo provocar retardo no crescimento da criança, alterações de comportamento, obstrução intestinal, deixando a barriga da criança inchada. A contaminação se dá pela ingestão dos ovos.

Mas que mal traz esses bichinhos indesejáveis? - A criança pode ter cólicas, náuseas, diarréia ou prisão de ventre, alterações no apetite, fraqueza, perda de peso e falta de disposição. A lombriga entra no organismo da criança pela ingestão de alimentos contaminados ou a colocação na boca das mãos sujas e contaminadas pelos ovos da lombriga.

Outra doença conhecida como amarelão também é causado por um parasita. O verme suga o sangue do intestino da criança causando perda de ferro, vitaminas e proteínas, deixando a criança anêmica. Podem ocorrer complicações cardíacas, pulmonares e comprometer o desenvolvimento da criança. As larvas desse verme entram em contato com a criança pela pele, principalmente pelos pés descalços. Pele amarelada, cansaço e fraqueza são alguns sintomas que aparecem em crianças com amarelão.

Outro tipo comum de parasita é o oxiurus, quemede apenas 1cm e se aloja nos intestinos, alimentando-se dos nutrientes que a criança ingere. É visível a olho nu nas fezes das crianças. Os sintomas que aparecem são coceira na região anal já que a fêmea coloca os ovos nessa região, na vagina, corrimento, enjôos, tonturas, vômitos, cólicas e sono agitado.

Existem outras parasitoses ou parasitas como a solitária, tricuríase, giárdia, amebíase e esquistossomose. A maioria se aloja no intestino causando perda de nutrientes e, conseqüentemente, prejuízo no crescimento da criança.

Medicamentos e prevenções - Para saber qual tipo de verme está alojado no intestino e estão prejudicando a criança, o pediatra deve pedir um exame de fezes para poder medicar adequadamente.

Nem sempre esse exame é pedido, já que o exame pode dar negativo para vermes se houver somente parasitas machos ou a amostra recolhida não tiver ovos e em alguns casos o médico, pelos sintomas, já sabe o tipo de verme. Para o tratamento, o médico receitará um medicamento antiparasitário provavelmente para toda a família.

A prevenção é fácil. Lavar sempre as mãos das crianças, seus brinquedos ou qualquer outro objeto que a criança leve à boca, cortar as unhas dos pequenos sempre, lavar bem frutas e legumes, cozinhar bem os alimentos, evitar deixar as crianças andarem descalças, não beber água de lugares de origem duvidosa e cuidar bem da higiene dos animais domésticos que podem ser transmissores de parasitas.

São ações fáceis de se realizar que pode prevenir seu filho dos vermes.

Dicas

Ao fazer papinha para seu filho, lave bem as mãos antes de começar e lave muito bem as frutas e legumes que irá usar. As mãos e alimentos podem estar contaminados com larvas ou ovos de parasitas.

Se sua criança estiver em constante desânimo, sem vontade de brincar, desconfie de algum parasita. Observe suas fezes e leve-a para o médico.

Não deixe a criança beber água de recipientes ou lugares de procedência desconhecida. Essa água ou recipiente podem estar contaminados.

Bruno Rodrigues

Pesquise aqui
 
 
Depoimento