Vacina Meningocócica C (conjugada)

Essa vacina protege as crianças da bactéria meningocóco C, que causa mais meningite em crianças de até 4 anos.

A vacina é aplicada com injeção e em duas ou três doses no primeiro ano de vida. Um reforço aos 15 meses é recomendado. Se a criança maior de um ano ainda não foi vacinada, a dose é única.

Algumas reações após a aplicação podem ocorrer, como dor no local e febre. Nestes casos, compressas frias no local e antitérmicos são recomendados caso a dor seja forte e a febre alta.

Beijo perigoso - Dados demonstram que 60% das meningites, inflamação das membranas que envolvem o encéfalo e medula espinhal, são causadas pela bactéria do meningococo C. A transmissão é de pessoa para pessoa por meio do beijo e secreções expelidas pela tosse, fala ou espirro.

Não à toa, especialistas desaconselham as mães a assoprarem a sopinha da criança para esfriar antes de levar à boca do filho. Uma infinidade de bactérias reside na boca de uma pessoa adulta. Soma-se o fato de muitas mamães fumarem e terem outros péssimos hábitos.

A meningite caracteriza-se por febre alta, cefaléia e rigidez de nuca. Outros sinais e sintomas são vômitos, recusa alimentar, sonolência, irritabilidade e convulsões, principalmente em recém-nascidos e lactentes.

Esse tipo de meningite tem alto índice de morte, cerca de 15%, e pode trazer seqüelas, entre elas a perda auditiva, retardo mental, paraplegia e tetraplegia.

 

Pesquise aqui
 
Depoimento