Bebê até 1 ano

Sucos - A descoberta dos sabores

ATENÇÃO!
Até o sexto mês de vida o bebê deverá ser alimentado exclusivamente com o leite materno. Ele não precisará de água ou chás. Qualquer mudança nessa regra deverá ser feita com orientação do seu pediatra.

ATENÇÃO!
A atual recomendação da "Academia Americana de Pediatria" diz que:

  • dos 6 meses até 1 ano de idade deve-se oferecer frutas in natura ao invés de sucos (mesmo que naturais);
  • se for oferecer sucos naturais (preparados em sua casa com a fruta), não coloque açúcar nem adoçante e de preferência dilua com água (filtrada);

Sucos - A descoberta dos sabores

Como já foi explicado, até completar seis meses de idade, o bebê que é amamentado no peito não precisa e nem deve ter contato com outros alimentos. Portanto, só depois de entrar no sétimo mês, o pequeno irá começar a provar e conhecer novos sabores. No caso de crianças que não são alimentadas com o leite materno, a introdução de outros alimentos deverá ser realizada com orientação do pediatra.

Em ambas as situações, o processo deve ser gradual. Afinal, a única coisa que o bebê conhece em termos de alimentação é o leite.

Não pense que o "suquinho" irá substituir uma mamada ou uma mamadeira. Na verdade, por ter consistência líquida igual a do leite, ele é a primeira oportunidade que o bebê tem para apreciar novos sabores. Assim, o suco deve ser dado nos intervalos das mamadas.

Ao contrário do que acontecia quando éramos crianças, hoje em dia não existem restrições quanto ao tipo de fruta utilizada nos sucos. Na verdade, qualquer uma vale. É claro que as melhores frutas para elaborar sucos são aquelas ricas em vitamina C, pois essa vitamina tem um poder maior de absorver o ferro dos outros alimentos. Mas isso não quer dizer que o pequeno não possa ingerir sucos de maçã ou pêra, por exemplo. O que importa é que a fruta esteja fresquinha e com um preço acessível.

Como os sucos devem ser oferecidos nos intervalos das mamadas, o melhor é prepará-los várias vezes ao dia, em pequenas quantidades, cerca de 50 ml. Ou seja, em vez de fazer uma jarra de suco de laranja e ir oferecendo aos poucos para o bebê, procure preparar uma hora depois da mamada. Assim, além de ficar mais fresquinho, o suco não irá perder vitamina C - essa vitamina sofre forte oxidação pela exposição à luz - e o verdadeiro sabor, pois existem frutas, como a laranja, que depois de serem espremidas amargam com o tempo. Outras, como a pêra, ficam escuras. E não se espante se o pequeno tomar tudo ou rejeitar. O importante é que ele vá, aos poucos, se habituando com o novo sabor que cada fruta lhe apresenta.

Experimentando de tudo
Uma observação importante: nunca dê, no mesmo dia, sucos diferentes. O certo é oferecer um de uma única fruta. Se o baixinho aprovar, não tiver nenhum problema de alergia ou intestino, você pode, no terceiro dia, tentar outro tipo de fruta. Afinal, nessa fase, o que vale é experimentar todas elas.

Depois que o bebê conhecer o sabor de várias frutas, você pode misturá-las. Por exemplo, suco de laranja com mamão; laranja com goiaba, com maçã, etc. Alguns legumes devem sim ser oferecidos em forma de suco. Os mais usados são a cenoura, a beterraba e o tomate. Para introduzi-los, você deve seguir o mesmo procedimento adotado com as frutas. Se a criança gostar, pode misturá-los com frutas: cenoura com caju; beterraba com laranja; tomate com maçã. Apesar de parecerem misturas estranhas, ficam gostosas e são bem nutritivas.

Cuidados com a preparação
Além de selecionar as melhores frutas, é preciso ter alguns cuidados com a preparação dos sucos - isso vale também para a preparação das papas de frutas. Depois de lavar cada item em água corrente, seque com um de prato limpo e descasque a fruta ou o legume - se você não for processá-los em uma centrífuga. Os utensílios: faca, colher, copo, liquidificador, peneira, coador, jarra, etc., que serão usados, devem ser esterilizados. Esse cuidado deve ser tomado até a criança completar um ano de vida. A melhor maneira de aproveitar praticamente toda a fruta são as centrífugas. Alimentos como beterraba, cenoura, pêra e maça devem ser centrifugados. No caso de laranjas e limão, o espremedor elétrico é melhor. Já o liquidificador deve ser usado para frutas como maracujá, uva, abacaxi, melão, melancia, mamão, jaca e figo, entre outras.

Já o uso de polpas congeladas deve ser evitado.

Dicas:

Se o bebê rejeitar o suco na mamadeira - isso é bastante comum quando a criança só mama no peito - você pode oferecer em uma colher pequena, de plástico. Se não der certo, outra alternativa é oferecer o suco com o auxílio de um conta-gotas esterilizado. No começo, coloque o suco no cantinho da boca da criança. Assim, é mais fácil para ela engolir.

Você deve começar com sucos de frutas ricas em vitamina C. As melhores são: acerola, caju, goiaba, laranja lima, laranja pêra, lima, limão e morango. Em relação à quantidade, o melhor é começar com 30 ml e ir aumentando gradativamente, até chegar a 150 ml por dia.

Procure oferecer frutas em temperatura ambiente. Afinal, a criança está acostumada ao leite morno, e não gelado.

Não é preciso adoçar o suco, pois as frutas tem frutose, que é um açúcar natural. Apenas as frutas mais ácidas, como limão e maracujá, devem ser adoçadas, e mesmo assim, com pouca quantidade de açúcar.

Denise Donadio Castilho 

Depoimento