Sapinho

Pontinhos brancos no bebê: evite os ‘sapinhos’

Já aconteceu de seu filho apresentar pontinhos brancos na boca? Às vezes, pode ser apenas resíduos do leite. Mas nem sempre é isso.

O sapinho, como é popularmente conhecido, é uma das infecções mais comuns que ocorre nos bebês, principalmente de até seis meses de idade.

São pontinhos brancos que surgem na região oral, como língua, parte interna das bochechas, céu da boca, cantinhos dos lábios e até mesmo nos lábios.

Na tentativa de remover esses pontinhos, os pais não conseguem tirar os pontinhos da boca do filho. Pior, quando os pontinhos finalmente saem, a região fica avermelhada e, por vezes, chega até sangrar. Portanto, é melhor as mamães ficarem atentas, pois isso são sintomas do sapinho.

Seu verdadeiro nome é monilíase e é causada por um fungo chamado candida albicans, que causa a candidíase, por isso o sapinho também é conhecido como candidíase oral.

O fungo causador do sapinho é encontrado naturalmente no trato digestivo de todos os seres humanos sem causar nenhuma complicação. Quando a imunidade cai o nosso organismo não consegue combater esses fungos que se multiplicam e começam agir, causando as infecções.

É o que acontece com o bebê. Seu sistema imunológico não é maduro o suficiente para combater esses fungos e o sapinho acaba por aparecer. Os pontinhos brancos podem surgir além da região da boca, como também na região genital.

Sabão e outros cuidados - Para prevenir o aparecimento do sapinho a forma mais simples e prática é a higiene. Lavar as mãos sempre antes de manusear o bebê, esterilizar chupetas e mamadeiras antes de oferecer aos pequenos e fazer a troca das fraldas frequentemente.

A mamãe também deve evitar dar beijos na boca do bebê. É um gesto de puro carinho, mas esse ato facilita a entrada do fungo que se encontra na boca da mãe para o filho. Ao contrário de um adulto sadio, o bebê não tem imunidade perfeita, o que possibilita a invasão de seres invisíveis a olho nu. Entre os inimigos estão o sapinho.

Não há muitas complicações com essa infecção, mas o sapinho coça e pode chegar a doer, fazendo que o bebê perca a fome ou mesmo não consiga amamentar ou sugar a mamadeira devido a dor. Isso pode causar uma desidratação e perda de peso.

O tratamento normalmente é realizado à base de antifúngicos receitados pelo pediatra. Os talheres, chupetas e mamadeiras devem ser esterilizados, matando o fungo.

A mamãe deve observar se seus seios não estão com sapinho. Caso note esse problema, passar antifúngicos nos bicos para não tornar um ciclo vicioso, onde bebê passa o fungo para a mamãe e mamãe passa para o bebê.

Dicas

Nunca se esqueça da higiene, principalmente das suas mãos, antes de cuidar do seu bebê.

Se a chupeta caiu no chão é melhor esterilizá-la para depois colocar novamente na boca do bebê que ainda não tem sua resistência total.

E lembre-se que sapinho não aparece somente na boca, na região genital também e merece todos os cuidados.

Bruno Rodrigues

Pesquise aqui
 
 
Depoimento