Gestantes

Quais procedimentos de beleza e higiene podem ou não podem ser realizados durante a gestação?

Gestante bonita e bebê saudável

Quando a mamãe fica sabendo que está grávida surgem inúmeras dúvida sobre o que ela pode ou não fazer que poderia prejudicar ela ou o bebê. Em geral, gestantes devem sempre tomar muito cuidado antes de fazer tratamentos ou usar qualquer produto de beleza, seja na pele ou no cabelo.

Dependendo da quantidade e frequência de uso de certos produtos proibidos para gestantes há graves riscos para o bebê, inclusive de aborto e malformação fetal. Portanto, antes de usar qualquer produto de beleza é recomendado que a mamãe consulte seu médico. O especialista também poderá informar quais são liberados a partir do segundo ou terceiro trimestre da gestação.

Grávida passando creme na pele - Piotr Marcinski / Shutterstock

Para esclarecer algumas dúvidas das futuras mamães, o Guia do Bebê realizou pesquisas e consultou alguns especialistas.

Para os temas abaixo foi consultada a Dra. Maria Fernanda Gavazzoni, dermatologista da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro.

 - Descoloração de pelos

Gestantes só podem descolorir os pelos com água oxigenada. O que deve ser levado em conta é que a pele da gestante pode estar mais sensível e esta prática pode causar irritação.

- Bronzeador e protetor solar

Gestantes podem e devem usar filtros solares ou bloqueadores diariamente. Bronzeadores não são indicados para nenhuma pessoa. 

É bom lembrar que existe um protetor solar ideal para cada tipo de pele. O mais adequado é que a gestante procure a orientação de um dermatologista para saber qual o produto certo para ela durante a gestação, quando a pele pode sofrer alterações.

- Esmaltes e Acetona

As soluções removedoras de esmaltes que contém concentração máxima de 50% de acetona em sua fórmula e esmaltes podem ser usadas durante a gestação e a amamentação sem problemas.

- Depilação

Não há restrições para depilação com cera, tanto fria quanto quente, e lâminas durante a gestação. Porém, é bom evitar o uso de cremes depilatórios à base de tioglicolato, pois pode haver absorção da substância pela pele. 

A depilação a laser é proibida na fase gestacional, mas não há contraindicação na fase da amamentação.

- Cosméticos

Todo produto registrado como cosmético não pode ter restrições para gestantes ou mamães amamentando. Sob o ponto de vista dermatológico, o certo é consultar um especialista para indicar os melhores produtos para cada tipo de pele.

- Cosméticos anti-idade

Está proibido às gestantes o uso de produtos que contenham em sua fórmula ácido retinoico, ácido glicólico e hidroquinona. 

- Gel redutor

Apesar de não haver contraindicação na bula, a maioria dos médicos recomenda evitar géis redutores e outros produtos que possam provocar irritação na pele ou calor local, pois podem gerar uma vasodilatação intensa e alterar a pressão arterial da gestante. 

- Hidratante e óleos para banhos

Qualquer hidratante usado não pode conter ureia acima de 3%. Os demais hidratantes, em geral, não apresentam problema, mas o ideal é que seja prescrito pelo dermatologista. 

- Xampu normal, anticaspas, contra piolhos

Não há problema em usar xampus comuns. Mas, em geral, xampus de tratamento anticaspa ou contra piolhos não são registrados como cosméticos e sim como medicamentos. Em muitos casos, o xampu anticaspa contém uma substância que não deve ser usada na gravidez, o Cetoconazol. 

Xampus para tratamento antiparasitários não devem ser usados na gravidez, mas, o médico pode recomendar algum outro tipo de tratamento nesta fase. 

- Uso de sabonetes de tratamento no próprio corpo e em animais

Sabonetes e xampus antiparasitários não podem ser usados. Sabonetes antissépticos podem alterar a flora bacteriana normal da pele e não devem ser usados sem receita médica por nenhuma pessoa, principalmente se o uso for prolongado. Em caso de necessidade de uso, a gestante poderá usar sabonete de Clorexidine, mas a concentração será estabelecida pelo médico assistente. 

A gestante não deve manipular nenhuma substância antiparasitária (contra pulgas, carrapatos e outros) para tratamento de animais, pois poderá haver absorção do produto através da pele. 

- Esfoliantes para pés e mãos 

Contanto que não haja concentração de ureia acima de 3%, cremes, géis e sabonetes esfoliantes podem ser usados sem riscos pela gestante.

- Pintar e alisar os cabelos

Não é permitido tintura, tonalizante ou alisante durante a gravidez, apenas os reflexos com água oxigenada. Na fase de amamentação podem ser usadas as tinturas, tonalizantes e alisantes químicos convencionais, que utilizam tioglicolato de amônia, guanidina e hidróxido de sódio ou lítio.

Escovas progressivas para alisamento dos cabelos que levam formol são proibidas nas fases de gestação e amamentação.

É importante que os produtos utilizados não contenham resorcina, metais pesados, como o chumbo, ou hidroquinona, componentes normalmente encontrados em alisantes ou tintas de cabelos.

O ácido glioxílico também não deve ser utilizados em alisamentos, progressivas, relaxamentos, diminuidores de volumes, quando estes exijam que para alcançarem o efeito desejado (liso dos cabelos) seja necessário utilizar secadores (ar quente), pranchas, chapinhas, etc. ou qualquer fonte de calor, pois o ácido glioxílico quando aquecido libera formol.

- Laser, botox e bronzeamento artificial

Gestantes não podem fazer nenhum tratamento de laser, botox ou bronzeamento artificial.

- Tratamento para micoses

Há algumas substâncias usadas em tratamento para micoses que só o médico pode prescrever. Todos têm certo grau de risco e deve-se pesar o benefício do seu uso e em qual período da gravidez poderá ser utilizado. 

- Clareamento dental

Clareamento dental, seja com produtos químicos ou laser, não é recomendado durante a gestação. A gengiva da gestante fica mais sensível, por isso mais propensa a sangramentos, o que pode gerar uma inflamação grave, ou até uma infecção. Geralmente, o que os dentistas fazem nesse período é uma limpeza leve.

- Intervenções cirúrgicas, plásticas ou lipoaspiração

Em hipótese alguma podem ser realizadas. As cirurgias podem ser abortivas e só são efetuadas em casos de extrema urgência.

Para os temas abaixo foi consultada a fisioterapeuta Dr. Cláudia de Oliveira,   docente da Universidade Santa Cecília, em Santos – SP.

- Massagens e drenagens linfáticas

Existem dois tipos de massagens que podem ser feitas em gestantes: Massagem clássica, para relaxamento e drenagem linfática manual. 

Ambos estilos só são indicados se realizados por profissionais especializados em obstetrícia.

A massagem clássica possui diversos benefícios para a gestante, melhora a ansiedade, o humor, aumenta a qualidade do sono, diminui dores lombares, as complicações na hora do parto e na recuperação pós-parto.

A drenagem linfática tem como maior objetivo diminuir a retenção de líquidos, normalmente imposta pela gestação. Mas, deve-se tomar cuidado com variações na pressão arterial da mamãe. Para realizar um procedimento seguro para mamãe e bebê, o profissional deve medir a pressão antes de iniciar a massagem.

Para os temas abaixo utilizamos como fontes de pesquisa a ANVISA e os fabricantes dos produtos.

- Antissépticos Bucais (enxaguante bucal)

Os antissépticos bucais não são contraindicados na gestação.  Mas, estes produtos normalmente são substâncias alcoólicas, por isso não devem ser engolidos, são feitos apenas para o enxágue bucal.

Para o tema abaixo foi consultado o Dr. Ruy Duarte de Almeida, chefe do Departamento de Dermatologia do Hospital Ana Costa de Santos-SP.

- Selagem do Cabelo

O uso da selagem térmica é baseado no colágeno, na elastina e aplicado a princípio somente no fio do cabelo, portanto, pelas informações disponíveis, não deve ser absorvido pelo organismo e poderá ser realizado durante a gestação. Porém, como medida de segurança, é aconselhável evitar no primeiro trimestre da gravidez, e ainda observar se os fabricantes dos produtos não advertem sobre riscos do uso na gravidez.

Para o tema abaixo foi consultado o Dr. Jorge Rezende da maternidade da Santa Casa de Misericórdia do Rio do Janeiro.

- Profissionais de Beleza (cabeleireiros)

Fica muito difícil medir a exposição de uma profissional a substâncias como amônia e guanidina, mesmo com proteção. Certamente, a inalação dos vapores dos produtos acontece. O melhor a se fazer no caso de cabeleireiras é evitar o contato pelo menos no 1° trimestre da gravidez.

ANVISA

Vale ressaltar que todos esse produtos deveriam ser fiscalizados pela ANVISA e consequentemente deveriam orientar o consumidor sobre a segurança ou não dos produtos de acordos com as características do consumidor (se é criança, se é gestante, etc.), porém o que vemos é um fiscalização deficiente e que somente reage após denúncias ou noticiários nacionais e internacionais.

Só utilize produtos que seu médico recomendar após ler o rótulo dos produtos.

Fernanda Segantini

Leia Também:

Comentários

Sandy

fiz uma balayage e não sabia que estava grávida, provavelmente na primeira semana de gestação, qual o risco?

Guia do Bebê

Se foi utilizado APENAS água oxigenada para descolorir não risco.

Nelma

Pintei a raiz do meu cabelo, com um mes de gravida sem eu saber que estava, pode ter algum risco para meu bebe, ja estou com 11 semanas!

Guia do Bebê

O risco existe porém não é possível quantificar ou apontar efeitos. Daqui para frente não repita o procedimento.

Juli

Olá...Descobri que estou grávida e usei durante três dias gel de clareamento dental...poderei ter problemas?

Abraços

Guia do Bebê

O risco em relação a tratamentos de clareamentos está relacionado a possíveis sensibilização das gengivas e consequente ocorrências de sangramentos que potencialmente a exporia a risco de infecções.

Embora o mercado tenha sido abastecido com produtos para clareamento caseiro, um odontologista deveria ser consultado antes de sua utilização e até mesmo após sua utilização.

Luiza

Fiz selagem térmica e estou amamentando. Estou em dúvida se o que usei pode prejudicar minha filha. Gostaria de saber se por precaução devo parar de amamentar e dar mamadeira. E quanto tempo demora para o produto sair de vez do organismo? Obrigada!

Guia do Bebê

Não encontramos estudos que indiquem o tempo residual no organismo e potencial intoxicação ao bebê.

Continue amamentando e não realize mais nenhum tipo de procedimento de beleza sem antes comunicar ao seu médico (ginecologista ou pediatra do bebê).

Antoniaflat

oi gostaria de saber se gravida pode fazer cauterização ou reconstrução capilar...como não fiz mais alisamento por conta da gravidez quero saber se posso fazer a cauterização ou a reconstrução....bjssss

Guia do Bebê

O procedimento envolve produtos que podem conter substâncias nocivas. Para se certificar de que o produto utilizado não possui as substâncias nocivas você deve ter acesso à embalagem do produto e apresentá-la ao seu médico.

Existem inúmeros produtos de beleza que são comercializados apenas em algumas regiões do país tornando complicada a tarefa de avaliá-los e para piorar está claro que a fiscalizações dos órgãos competentes está ineficiente, então nosso conselho é: na dúvida, não arrisque.

Qualquer produto para cabelos que necessite de "aquecimento" para atingir o resultado esperado deve despertar suspeitas e só ser utilizado após avaliação de um médico.

Ana

Eu posso usar algum tipo de loção contra espinha? Minha pele é muito oleosa e agora na gravidez piorou o estado dela...

Guia do Bebê

Alguns produtos para tratamentos de espinhas possuem substâncias cujo uso por gestantes é proibido, por isso, você deve consultar seu médico para saber qual você poderá utilizar. Além disso, alguns desses produtos podem causar reações na pele e essas reações variam de pessoa para pessoa, outro motivo para buscar orientação médica.

Leia o texto do link a seguir:

http://guiadobebe.uol.com.br/cuidados-com-procedimentos-de-beleza-durante-a-gestacao/

Depoimento