Pesquisar

Obesidade provoca problemas ósseos

Uma criança com sobrepeso fica mais exposta a riscos no sistema musculoesquelético.

publicidade

Obesidade na infância é um assunto amplamente discutido. Alguns males são bem conhecidos por todos, entre os quais diabetes e problemas cardíacos. Mas há problemas ligados ao excesso de peso que são poucos comentados. Uma criança com sobrepeso, não precisa ser necessariamente obesa, fica mais exposta a riscos no sistema musculoesquelético.

Para que fique claro. O sobrepeso e a obesidade podem aumentar o risco da criança ter artrose no futuro. No desenvolvimento de uma criança é normal quando as perninhas dos bebês ficam arqueadas, chamadas de geno varo. Aos dois anos, a tendência é o contrário.

O eixo dos joelhos se volta para dentro (geno valgo). Alguns anos mais tarde as pernas se alinham adequadamente e assim seguem para a idade adulta. Esse processo pode não ocorrer harmonicamente quando a criança está com um peso acima do que é considerado adequado para a sua idade. Ao caminhar, uma criança gordinha afasta as pernas fazendo com que a postura de geno valgo se defina para a idade adulta. Isso causa dores e prejudica as articulações.

A osteocondrite (inflamação do osso e da cartilagem do calcanhar) é outro dano causado pela obesidade. Os sintomas são dores. Dependendo dos casos, a criança chega a mancar.

Cifose e lordose também podem ser alterações causadas por um ganho excessivo de peso na infância. O pior de tudo é que muitas atividades físicas não podem ser realizadas por crianças que tenham as alterações musculoesqueléticas que são causadas pelo sobrepeso.

E aí mora o perigo: criança acima do peso precisa praticar atividade física para perder peso, mas não pode porque o sobrepeso lhe causou danos que impedem de praticá-las e o peso continua a subir causando mais prejuízos. Só para se ter uma ideia de como é grande a preocupação dos pediatras, cardiologistas e ortopedistas no Brasil já são 33,5% das crianças de 5 a 9 anos que apresentam sobrepeso e 14,3% já são obesas.

Cuidados especiais: Pequenos costumes criados desde bebê podem prevenir doenças e alterações causadas pela obesidade infantil. Uma receita infalível para uma vida saudável: alimentação rica em frutas, legumes e verduras, em vez biscoitos e refrigerantes.

As refeições feitas em família e a mesa sem televisão são atitudes dos pais em relação aos seus filhos que permitirão um desenvolvimento saudável e com menores riscos de doenças

Outra: tempo limitado para televisão e videogame com maiores períodos de brincadeiras em casa, no parquinho, praia ou parques. É bem verdade que a violência inibe a presença de crianças brincando nas ruas. Hoje dificilmente você vê uma criança andando sozinha de bicicleta. Mas existem outras formas de fazer com que o pequenino queime calorias e se divirta.

Menina sobre uma balança verificando o peso - foto: Boris Ryaposov/ShutterStock.com

publicidade
publicidade