Pesquisar

O mundo precisa de mais leitores

A quarta edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil mostrou que 44% da população brasileira não têm o hábito de leitura

publicidade
O Instituto Ecofuturo foi o responsável pela mobilização e articulação que resultou na instituição oficial, em 2009, de 12 de outubro como o Dia Nacional da Leitura. A data, que não por acaso coincide com o Dia das Crianças, tem como um de seus objetivos reforçar a importância da oferta literária desde a primeira infância.
 
Esta data representa, acima de tudo, uma oportunidade para falarmos sobre a importância da promoção de leitura, uma vez que o desenvolvimento desta competência, em conjunto com a escrita, é fundamental para assegurar o acesso ao conhecimento e a formação de cidadãos mais críticos e conscientes, capazes de interagir de forma responsável e positiva entre si e com o ambiente em que vivem. 
 
Ao longo de sua trajetória de quase duas décadas, o instituto desenvolveu diversas iniciativas e mobilizou parceiros a fim de fomentar a participação da sociedade na discussão de políticas públicas de incentivo à leitura e criação de bibliotecas. Por meio do projeto Bibliotecas Comunitárias Ecofuturo, por exemplo, a organização já implantou 107 unidades em 12 estados brasileiros, a partir da articulação entre poder público, iniciativa privada e sociedade civil, e formou mais de 4 mil pessoas em cursos de auxiliar de biblioteca e promotor de leitura. Até o fim de 2017, ao menos outras três novas bibliotecas serão instaladas no País – projeto que está em andamento e conta com o investimento da CPFL Energia, por meio do subcrédito social do BNDES.

precisamos que as crianças comecem a ler ainda na primeira infância - Foto: pressfoto / Freepik
 
Sabemos, no entanto, que ainda há um longo caminho a percorrer. A quarta edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, recentemente divulgada pelo Instituto Pró-Livro, mostrou que 44% da população brasileira não têm o hábito de leitura. Este número demonstra que, para que o Brasil se torne uma nação leitora, é necessário promover e reforçar a relação da população com os livros. É preciso que iniciativas direcionadas à conscientização e mobilização sobre a importância dessa atividade ganhem cada vez mais amplitude e sejam consideradas como essenciais pela sociedade e seus diferentes atores.
 
Neste mês, em que celebramos o Dia Nacional da Leitura, proponho refletirmos juntos sobre o tema. Afinal, por que devemos ler mais?

Os livros têm o poder de nos fazer sonhar e exercitam nossa imaginação e criatividade. É por meio deles que conhecemos novas culturas, pessoas, lugares, realidades (literais ou não). É na experiência literária que fazemos descobertas sobre o passado, compreendemos melhor o presente e ponderamos sobre o futuro. É preciso educar para a leitura desde cedo, ainda na primeira infância, em especial durante os primeiros mil dias de vida, quando construímos todo o nosso arcabouço cognitivo. Precisamos ler com e para as nossas crianças, por isso, dê leitura de presente!

Não apenas no 12 de outubro, mas todos os dias. Ler é como respirar. É alimento da alma. É indispensável. Boa leitura!
publicidade
publicidade