Pesquisar

O desafiador pós-parto

O puerpério é o período de seis a oito semanas após o parto, em que o corpo da mãe sofre uma série de alterações físicas e psíquicas para retomar à condição anterior à gestação

publicidade
De acordo com a enfermeira obstetra Cinthia Calsinski, é primordial que a mulher se prepare para este período. A futura mãe precisa buscar informações e reorganizar sua rotina e vida: quem a ajudará com o bebê, como estará a rotina da casa, como cuidados com as roupas, a louça, a comida.

É preciso estar focada na criança, e para isso acontecer, se desligar dos afazeres domésticos, de cuidados básicos com os outros filhos e se afastar do trabalho, são medidas que ajudam, e muito. “Algumas mulheres que trabalham por conta própria ou tem vínculos de trabalhos onde quase não conseguem parar, ou param por poucos dias, estão mais sujeitas ao risco de um baby blues mais prolongado ou até mesmo vivenciar a  depressão pós parto”, completa Cinthia.

a mãe e o bebê no pós-parto - Foto: photoduet / Freepik

Quando o assunto é amamentação, ela indica que desde a primeira mamada o bebê seja induzido a pega correta (aréola e mamilo) e, com isso, para evitar fissuras nos seios. A mulher deve estar atenta as mamas neste período: coloração de pele, textura, presença de nódulos, de retenção, ou qualquer outra anormalidade.

O uso de pílulas pode ser realizado sob supervisão médica, pois existem medicamentos específicos para o momento do pós-parto e o médico obstetra observará cada caso para uma indicação individualizada.

Não existe uma receita de bolo, mas, em geral, a mulher que respeita seus instintos e não os padrões rígidos da sociedade encontra um equilíbrio no pós-parto.

publicidade
publicidade