Pesquisar

O bebê chegou! E como lidar com o ciúme do pet?

A chegada de um bebê é sempre uma novidade, inclusive para os pets

publicidade
Devido à alteração na rotina e a atenção que os pais concentram nos cuidados com a criança, é comum que o animal de estimação sinta ciúmes. A situação pode causar insegurança principalmente se o pet for dependente ou acostumado a ser o centro das atenções.

De acordo com Jorge Morais, veterinário e fundador da rede de franquias Animal Place, para evitar acidentes e situações que podem gerar desconforto à família, a dica é não afastar o animal no período de gestação. “É essencial que o pet seja preparado com antecedência. Antes de tudo, cuidar da saúde do animal é importante. Verificar regularmente a grade de vacinação e vermifugação, pois pet saudável não transmite doenças. Além disso, é ideal manter contato com a gestante, acompanhando, inclusive, as modificações no corpo e também na casa. O animal deve vivenciar e permitir essa nova condição familiar”, relata.
 
Construir uma relação de confiança entre o animal e a criança traz benefícios para ambos, inclusive logo após o nascimento. “É importante deixar que o pet se aproxime do bebê aos poucos e o tutor deve sempre observar o seu comportamento”, comenta. “Para não estimular agressividade, o animal não pode se sentir excluído. Dedicar carinho e atenção ao bichinho também faz toda a diferença nessa nova fase”, finaliza. O veterinário ainda ressalta que, no caso de animais muito agressivos ou com desvios relevantes de conduta, o melhor é consultar um especialista em comportamento animal. Somente ele pode orientar no sentido de fazer essa adaptação da melhor forma possível.

evitando o ciúmes do pet com a chegada do bebê - foto: olga-bogatyrenko - shutterstock.com
publicidade
publicidade