Pesquisar

Meu bebê nasceu sem fome: isso é normal?

Os bebês com menos de 24 horas de vida, em geral, têm alguma reserva que não os deixam sentir muita fome.

publicidade

Toda mamãe sabe o quanto é importante o leite materno e a amamentação para o pleno desenvolvimento do seu bebê. O problema é que não faltam dúvidas e desesperos na hora de amamentar.

Uma cena clássica é quando a mamãe se descabela quando percebe que o nenê que acabara de surgir ao mundo não quer nem saber de mamar nas primeiras horas de vida, apenas dormir.

Neste momento, um enorme ponto de interrogação "nasce" na cabeça da mamãe. Algumas mães perguntam: _ por que meu nenê ainda não foi para o peito? Outras, mais desesperadas, já questionam se o bebê está passando fome ou mesmo se rejeitou a mãe.

Muita calma nessa hora. As mamães não precisam ficar tão preocupadas. Isso porque os bebês com menos de 24 horas de vida, em geral, têm alguma reserva que não os deixam sentir muita fome. Mas nem por isso devemos deixar de tentar amamentá-los.

Vale frisar que a amamentação é fundamental nas primeiras horas, podendo o bebê ter hipoglicemia (baixo nível de glicose no sangue) e ir para a UTI caso não receba o leite materno.

Temos que acordar o bebê e tentar sim dar o peito, mas sem que haja desespero e preocupação. O bebê está conhecendo a mamãe e vice-versa. Estão acostumando com os cheiros, com as posições e a vida nova.

A fonoaudióloga Jamile Elias explica que é comum mães se espantarem com a reação do nenê 24 horas depois de dar a luz. O bebê, que até então não queria mamar, agora está com vontade enorme de sugar o peito da mamãe.

"O bebê deve ir para o peito nos trinta primeiros minutos de vida, ainda na sala do parto, mas às vezes ele sente preguiça de sugar, o que pode ser sinal de que ele está alimentado. Depois a reserva acaba e a fome aumenta. Com a fome vem o choro do bebê que deixa a mamãe ansiosa para dar o peito", informa.

Recém-nascido deitado sobre o peito da mãe - foto: Rob Hainer/ShutterStock.com

Como amamentar sem dor - A ansiedade faz com que a mamãe coloque o peito de qualquer jeito na boca do bebê que o abocanha de forma inadequada e isso pode machucar o bico. A dor pode ser tanta que a mamãe chega a ter vontade de parar de dar o peito. Formam-se fissuras e até machucados.

O jeito mais correto é fazer com que o bebê abra bem a boca e abocanhe toda a aréola (parte escura do seio). É lá que se encontra o leite armazenado e a saída do leite se torna mais fácil, fazendo com que o bebê não faça tanto esforço, ganhando peso, e não machuque o peito da mamãe.

Amamentar não é tão fácil como parece. A mamãe sabe que tem que dar o peito e o bebê sabe sugar. Combinar esses dois fatores, às vezes, é complicado. O bebê vira a boca para o lado errado, a mamãe não consegue se ajeitar numa posição ou o bebê pode machucar o bico da mamãe.

Dicas

Para o bebê abocanhar toda a aréola, coloque a barriga do bebê encostada com a sua barriga e você, mamãe, deve estar numa posição bem confortável.

O leite materno é uma vacina para o seu filho. Nele estão vários anticorpos que vão proteger seu bebê de doenças.

Não se frustre se não conseguir amamentar sozinha. Profissionais especializados na arte da amamentação podem ajudar a mamãe nessa hora tão importante.

Assista aos vídeos sobre pega e posições para amamentar:

publicidade
publicidade