Linha de cuidado oral - MAM

Hora de comer

Faça da hora da refeição um momento de encontro e prazer.

Produtos Alimentação - MAM

A hora de comer deveria ser tão tranquila quanto a hora de dormir, visto ambas tratarem da satisfação de necessidades básicas.

Mas não é bem assim. Em muitos lares travam-se duras batalhas na tentativa de a criança comer, inventam-se comportamentos inadequados para ludibriá-la e, assim, comer mesmo sem vontade.

Logo ela aprende que é uma maneira de movimentar o ambiente doméstico a seu favor, chamando toda a atenção para si.

Uma mãe muito nova colocava a criança sentada no carrinho e dava voltas no quarteirão com o prato de comida numa das mãos. De vez em quando parava, alimentava seu filho e seguia pela calçada até que o prato estivesse vazio ou a paciência acabava, tanto dela quanto do pequeno.

Mãe dando comida para seu filho que não está querendo comer - Larisa Lofitskaya / ShutterStock

Geralmente a necessidade de se criar estes comportamentos, têm relação com a ansiedade dos adultos próximos, que lidam com a criança e que se preocupam demasiadamente com seu estado de saúde, se está comendo o suficiente e sempre estão oferecendo alimento mesmo quando ela já está satisfeita. Outro motivo muito sério é quando a criança se encontra num ambiente familiar com desavenças comuns ou se desestruturando.

Como a criança passa por fases no seu desenvolvimento, os interesses mudam e ela começa a perceber mais o ambiente ao seu redor e, por ter conquistado mais habilidades, passa a exercer maior independência e poder de escolha do que deseja.

Se está na fase em que o crescimento é menor, não necessita da mesma energia e alimento, o que também é motivo para sentir menos apetite.

Desta forma, o pediatra deve estar sempre bem informado, pois só ele poderá orientar a família sobre os procedimentos a tomar e se haverá necessidade ou não de ministrar medicamento para estimular o apetite infantil.

De modo geral e, como qualquer pessoa, a criança também apresenta variações de apetite. Numa refeição come bem e em outra nem tanto. Nada disso prejudica seu desenvolvimento, pois uma refeição pode compensar a ausência de nutrientes de outra.

Os pais ou a pessoa cuidadora não deve oferecer alimento fora de hora ou petiscos como bolachas, biscoitos, doces em geral ou guloseimas, enfim, para substituir a refeição principal.

Precisa ser lembrado que há alimentos que a criança não suporta mesmo e que devem ser evitados por um tempo. Substituí-los por outro do mesmo grupo nutricional ou prepará-los de outros jeitos, é uma maneira de tentar novamente, sem insistência, se a criança continuar a recusá-los.

Desde muito cedo, é importante ensinar a criança a importância do alimento para seu desenvolvimento saudável. Os pais ou adultos responsáveis funcionam como modelo de comportamento a seguir, portanto cuidado ao comentar na frente da criança sua aversão, pois ela está sempre atenta às manifestações para poder imitá-las no momento adequado.

Não usem do alimento como meio de premiar ou castigar, do tipo dar doces para recompensá-la, pois poderia acabar sentindo raiva do alimento que foi motivo de castigo.

Outra medida é não encher o prato da criança. É muito melhor colocar um pouco de cada grupo nutricional e esperar que solicite  mais. Variem a comida e, de preferência, faça um prato colorido quando possível. Se enche os olhos de prazer é mais fácil desejar provar.

Obviamente que para se formar hábitos alimentares saudáveis, há de se colocar limites e horários. Mas, também, ser flexível em datas especiais, fins de semana, esclarecendo sempre o motivo pelo qual alguns alimentos serão tolerados e aceitos, para que depois possa retornar à rotina, sem grandes percalços.

Se longe dos pais ou em ambiente diferente como restaurante, escola, casa de parentes e amigos, ela se alimentar adequadamente, deve ser averiguado o que está causando a ausência ou diminuição de apetite em casa.

O horário das refeições deveria ser mais um motivo de encontro familiar, de confraternização, pelo fato da família estar reunida, desfrutando a companhia um do outro. Pelo menos uma refeição deveria ser assim. Normalmente é o jantar, quando todos já retornaram ao lar.

Leia Também:

Comentários

JULY

OI MINHA FILHA COME BEM,POREM LENDO VIR QUE FAÇO ALGUMAS COISAS ERRADAS COMO DAR SEMPRE FRUTAS BATIDAS JUNTAS EXEMPLO MAMAO JUNTO COM BANANA E NESTON E ASSIM VOU MUDADNDO DE FRUTAS E TBM COLOCO TODAS AS VERDURAS JUNTAS COM CARNE OU FRANGO.. DOU FEIJÃO TBM E MAMADEIRA A NOITE PRA DORMIR ME DIGA COMO FAÇO E CERTO ELA TEM 1 ANO E 1 MES

Guia do Bebê

O ideal é que os alimentos sejam oferecidos em separado, pois logo a criança se participará das refeições consumidas pelo resto da família, e com certeza a família não comerá papas e sim algo como arroz, feijão, ovo, alface, tomate. Mas como a criança vinha comendo papas, será nesse momento de mudança que poderá haver as rejeições de que tanto os pais reclamam (meu filho não quer comer).

Comece a tentar fazer uma transição bem lenta para que a criança não estranhe a mudança. Por exemplo, se você sempre "bate" frutas misturadas, tente oferecer uma banana amassada. Em outra semana, o mamão, e assim por diante.

Lica

Meu filhote tem 1 ano e 2 meses ainda nao tem dentinho. Isso e normal? Por este motivo ainda dou comidinha pra ele bem amassadinha isso pode?

Lucienne

Olá meu filho tem 1 aninho, e come super bem, vai uma dica aí pra vocês, sempre que dou a comida pra ele, coloco sempre com caldo, ele adora, faço sempre com 3 tipos de legumes 1 verdura e carne, faço sopa tbm, ahhh ele adora lentilha com legumes, tentem dar para seus filhos. Evitem salgadinhos e iogurtes, pois penso que isso tira o apetite da criança. abraços.

Nine

Meu filho tem 1a5m e teve dificuldades para aceitar papinha salgada mas depois se tornou até muito "bom de boca". Só que depois de 9m comecei a "granular" sua comida e após 1a passei a dar comida quase que normal, mas tem dias que a hora da refeição se torna uma verdadeira batalha. E qdo come é assistindo TV, mais precisamente Galinha Pintadinha. Já ficou até 2 dias sem comer, só mamadeira.

Dinha

Lucia meu filho era assim aos poucos fui oferecendo sustagem a ele e ele gostou depois disso toda vez que ele pede mamar eu dou o sustagem ele largou o peito sozinho depois disso.

Dinha

Meu filho tem 1 ano e 11 meses ñ quer saber de comida eu ofereço de tudo e ele rejeita so quer saber de danone, biscoitos e essas coisas,ainda bem que mama sustagem pois ñ sei como seria se ñ mamasse...estou surtando com isso

Mel

Meu filho nunca foi muito bom de boca, nem o leite ele gosta muito, começou a comer com 5 meses, comecei a dar batido no liquidi. por conta das verduras e carnes, hoje esta com 8 meses e nao aceita pedaço nem amassado, só batido, só come brincando, tenho que distrai lo para comer. Se eu nao fazer isso ele nao come. Me ajudem por favor. Os dentinhos estao nascendo e ele piorou pra comer... me ajude

Guia do Bebê

A hora da refeição não é hora de brincar. Não confunda prazer com brincadeiras ou diversão. A primeira regra é disciplina no dia a dia da criança, principalmente em relação a horários, desde a hora para acordar e dormir até a hora para as refeições. Se todos os horários são "livres" ou muito "flexíveis" a hora da refeição assim como todos os outros momentos importantes estarão comprometidos. Não precisa ser um método "militar" mas é preciso ser firme. Comece oferecendo os alimentos amassados com garfo em horários rígidos, todos os dias. Depois passe a amassar menos, ou seja, deixe alguns pedaços maiores propositalmente. Isso sempre à mesa. Nunca no sofá ou na sala e tampouco com TV ligada. Evite oferecer lanches em quantidades que possam substituir a refeição, ou seja, se ele não almoçou bem, no lanche da tarde de um porção mínima para que tenha fome no jantar. Deve-se ter paciência ao mesmo tempo em que mostra disciplina. Evite salgadinhos, iogurtes e doces. Prefira frutas em porções pequenas para lanches e sobremesas. Faça as refeições no mesmo horário de seu filho para que ele entenda que aquele é o horário em todos na casa se alimentam.

Carol_13couto

Eu estou desesperada meu filho tem 1 ano e 7 meses e não quer saber de comer comida..ele só quer bolacha dadoninho....eu não sei mais o que fazer!!

Jane

minha filha tem 1 ano e 9 meses e ela não almoça bem porque dorme a manhã inteira, acorda por volta das 11:30 - 12:00. Se acorda mais cedo fica enjoada e só quer mamadeira. O que devo fazer?

Raquel.sillva

ola minha filha tem 1e4meses ela n almoça direito dou sempre o que ela a mamadeira as 7horas e as 9 dou uma fruta mais qndo chega na hora do almoço ela n quer nem saber de exprementar o q eu devo fazer pois com isso ela esta perdendo peso

Pesquise aqui
 
Depoimento