Pesquisar

Dispneia na Gravidez

Essa é uma ocorrência comum em grande parte das gestações. A dispneia causa desconforto mas, no geral, não deve exigir nenhum cuidado extremo.

publicidade

A dispneia ou falta de ar é um sintoma no qual a pessoa sente desconforto ao respirar e, normalmente, com a sensação de respiração incompleta. Durante a gravidez, pelas alterações na fisiologia da respiração, isto é normal. Portanto, as futuras mamães não precisam se preocupar com relação a isso.

Para que se entenda melhor, é preciso saber que esta falta de ar ocorre por causa da vasodilatação, dilatação dos vasos, conforme explica a ginecologista e obstetra, Drª. Daniella S. Catellotti. “Durante a gravidez, todos os vasos ficam dilatados por causa do trabalho do coração. O trabalho elevado pode gerar falta de ar no começo da gravidez, por volta dos sete meses e perto do parto pela compressão pulmonar”.

Para se ter uma ideia, até 60% das grávidas que não possuem doença pulmonar tem dispneia. “Não podemos dizer que todas as gestantes têm esta falta de ar, porém, a grande maioria sente. Isto está relacionado a diversos fatores fisiológicos da própria pessoa”, diz a Drª. Daniella.

Vale lembrar que, geralmente, a dispneia não gera nenhuma restrição às atividades da gestante, inclusive física. “Para diminuir a dispneia, a gestante precisa apenas se preocupar em manter atividades físicas a partir do terceiro mês de gestação e escolher uma posição confortável na hora de deitar na cama", informa a Dra, Daniella.

Mãe oferecendo um copo de água para ua filha grávida com falta de ar - foto: Photographee.eu/ShutterStock.com

publicidade
publicidade