Banho do bebê

Cuidando do umbiguinho

A limpeza do umbigo (coto umbilical) é, talvez, a parte mais assustadora para os pais de primeira viagem, mas tranquilize-se, é mais simples do que parece.

Uma das perguntas mais freqüentes na primeira visita ao consultório pediátrico é sobre os cuidados com o umbigo do recém-nascido. Os pais de primeira viagem ficam assustados e até impressionados com a aparência do coto umbilical, como é chamado esse pedacinho do cordão que fica preso ao bebê nos primeiros dias de vida.

Um dos maiores medos é machucar o bebê durante a limpeza. Então, vai aí uma informação preciosa: o umbiguinho não dói porque não tem terminações nervosas. Vencido o medo, o próximo passo é saber como lidar com ele.

O coto umbilical é uma porta de entrada para infecções e por isso, deve ser mantido bem limpinho até que caia. “No banho, deve-se lavar bem com água e sabão. O importante é o cuidado pós-banho. Deve-se enxugar bem o bebê e no umbigo passar álcool a 70% em movimentos circulares, retirando toda a sujeira que possa ali se acumular”, ensina a enfermeira Ana Paula Ferreira, da UTI neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana. Essa higiene deve ser feita até que ocorra sua queda, geralmente uns 15 dias depois do nascimento. A queda é resultado do processo de cicatrização do umbigo, que começa de dentro para fora.

Antigamente, o uso de faixas e gazes na região do umbigo era comum, hoje esses curativos fechados, assim como os banhos a seco, não são mais usados, pois mantém alta a umidade do local, propiciando maior prazo para a queda do coto.

É bom inclusive que o umbigo fique por fora da fralda. Atualmente, várias maternidades usam fraldas descartáveis com área de exposição em "U", para o umbigo cair mais rapidamente.

Inchaço, vermelhidão, dor e secreção nessa região podem ser sinal de alguma infecção e nesses casos o bebê deve ser examinado por um pediatra. Os pais também precisam ficar atentos à cicatrização do umbigo após a queda do coto para ter certeza que ocorreu o fechamento completo.

Clique aqui e assista o vídeo sobre como cuidar do umbigo (coto umbilical) do bebê.

Paula R. F. Dabus

Depoimento