Como vestir o bebê

As tendências da moda estão cada vez mais presentes nas roupas infantis. Mas não adianta vestir a sua filhota igual uma princesa e ela não parar de chorar um minuto. Na verdade, tudo o que os bebês querem é estar confortáveis, então, melhor deixar modelos mais elaborados para quando estiverem mais crescidinhos.

Na hora de escolher a roupinha, pense na facilidade de vestir e na durabilidade da peça. É claro que o estilo também conta pontos, mas o ideal é unir tudo isso.

Para facilitar sua vida na hora da troca, procure os modelos que entram e saem facilmente como macacões e blusinhas com botões frontais ou laterais. Os de abertura nas costas não são práticos.

Geralmente os bebês se irritam quando temos que vestir a roupa pela cabeça porque isso pode machucar orelhinhas e nariz. Os modelos de blusinhas com botões nos ombros facilitam essa tarefa.

Se o macacão tiver pezinho, verifique se há espaço suficiente para o bebê esticar as pernas. Como eles crescem rápido, logo os macacões ficam apertados. Considere a compra de modelos sem o pezinho, já que duram mais e o bebê não corre o risco de ficar com as perninhas dobradas.

Lembre que mesmo o bebê pequeno sente tanto calor quanto os pais. Nos dias de temperatura muito elevada, escolha maquinhos que deixem pernas e braços de fora.

Fuja dos botões com casa. Para bebês pequenos o ideal são os de pressão, que abrem e fecham muito mais rápido na hora da troca, antes mesmo que o bebê perca a paciência. O velcro nas roupinhas também é outra solução inteligente.

Por uma questão de segurança, as roupinhas dos bebês não devem ter pequenos botões, ganchos e apliques. Esses itens podem machucar a criança ou até se soltar e serem engolidos.

Antes de calçar os bebês, verifique os sapatinhos para se certificar que não há nada dentro que possa machucá-lo.

Paula R. F. Dabus

Pesquise aqui
Depoimento