Como escolher o calçado infantil

O calçado do seu filho merece uma atenção especial. Para escolher o modelo e o tamanho certo, é preciso prestar atenção a alguns detalhes que fazem toda a diferença para o bem estar dos pequenos.

O calçado da criança não pode prejudicar seu desenvolvimento e, portanto, deve respeitar certas características. “Para os bebês, a palmilha tem que ser plana, pois a planta do arco do pé se forma naturalmente”, explica Ary Filgueiras, assessor de uma marca de calçados infantis, com base em um estudo médico.

O calçado do bebê tem a função de proteger o pé de impurezas e machucados. Eles devem ter forma anatômica e ser produzidos com materiais que transpirem e respeitem a forma natural dos pés como se estivessem descalços. Para ficar em casa, prefira meias que são mais confortáveis.

Quando a criança está aprendendo a andar, o calçado der ter a parte do calcanhar firme para evitar torções. O sistema que evita derrapagem também é essencial para evitar quedas. Verifique sempre a sola do sapato, se estiver desgastada, é hora de ir para o lixo.

“A criança nessa fase se encanta com calçados interativos, que tenham luzes, que pareçam com carrinhos e que possam usar para brincar”, conta Filgueiras.

Crianças na faixa dos seis ou sete anos vivem agitadas e gastam muita energia. Segundo o especialista, para eles os sapatos precisam ser resistentes, flexíveis, leves, com sistema de amortecimento de impacto e sistema que evite a derrapagem.

Já as meninas buscam moda similar a adulta, só que mais romântica e comedida. “Calçados com brilho e apelos de moda encantam as meninas de todas as idades”, garante o assessor. Mas cuidado com os saltos. Na infância, ele não pode passar os dois centímetros. “Essa altura de salto é até benéfica desde que o calçado seja flexível respeitando a anatomia de movimento dos pés, permitindo uma mobilidade natural ao caminhar”.

O conforto dos calçados é essencial para a criança. Sandálias e chinelos duros, sem flexibilidade e com materiais de má qualidade causam uma má experiência para a criança, que acaba tirando o sapato e se recusa a colocar de novo.

O plástico, por exemplo, apesar de ser um material barato, ocasiona bolha e chulé. O material dos calçados precisa proporcionar a transpiração dos pés. O couro de boa qualidade é ideal para sapatos infantis. Um bom forro no sapato também evita machucados.

 

Paula R. F. Dabus

Pesquise aqui
Depoimento