Pesquisar

Como escolher a mamadeira para o bebê?

Seu bebê usa mamadeira? Ele se engasga ou parece que ele não consegue sugar direito? Será que o bico errado pode prejudicar o bebê?

publicidade

O aleitamento materno é a forma mais eficaz de alimentar seu bebê e também uma ginástica excelente para o desenvolvimento da face, crescimento e desenvolvimento que vão definir os padrões das funções de respiração, fala e alimentação.

Quando a mãe não consegue amamentar, o uso de mamadeiras está indicado e escolher a mais adequada nem sempre é uma tarefa fácil.

O bico da mamadeira deve ser sempre menor do que a largura da língua do bebê. Seu comprimento deve ser mais longo para facilitar a “pega” e a devida sucção.

Desta forma, a língua terá liberdade para trabalhar e estimular a deglutição mantendo a língua como uma concha que abrigará o leite a ser engolido.

Bebê bebendo na mamadeira - foto: Giuseppe_R/ShutterStock.com

Com relação ao furo do bico, em geral o furo original tem um tamanho certo para o fluxo de saída do líquido de acordo com o que o bebê esteja amadurecido para engolir, sem engasgar, em cada ciclo de sucção.

Não devemos aumentar o furo do bico com o intuito de facilitar ou aumentar o fluxo. Em geral, encontramos no mercado diferentes diâmetros de furos nos bicos das mamadeiras. Eles são tamanhos tipo 1, 2 e 3 (quanto maior o número maior é o diâmetro do furo). Normalmente as embalagens apresentam o número do bico e para qual faixa etária é indicada.

Não devemos aumentar o tamanho do furo para facilitar a saída do líquido porque é importante que a criança realize algum esforço na sucção. Muitas mães acreditam que é possível favorecer a saída do líquido que o bebê ingere em seu processo de crescimento, aumentando o tamanho dos furos possibilitando fluxos maiores de líquidos, esquecendo que quanto maior for o bebê, mais força ele deve realizar para sugar.

Sendo assim, do nascimento até 3 meses de idade, dos 3 meses até 6, 9 ou 18 meses os furos e bicos somente poderão ser considerados funcionais quando limitados às idades corretas ou quando um profissional faz a medição das dimensões das arcadas do bebê para adequar aos tamanhos de bicos e furos encontrados no mercado. Assim, um bico comprido e fino com as dimensões adequadas faz com que a língua mantenha um tamanho e formato de “concha”. Desta forma o leite é armazenado e facilmente engolido.

É importante solicitar a ajuda de um profissional para a definição das medidas do tamanho do palato (céu da boca) do bebê. A avaliação da tonicidade muscular da língua também pode demonstrar se o tamanho do bico e do furo da mamadeira estão influenciando positivamente o crescimento e desenvolvimento da deglutição do bebê.

Quando começam a aparecer os dentes de leite a criança já deve iniciar com as papinhas e alimentação complementar, assim, o uso de colheres pequenas durante a fase de erupção dos dentes já é indicada. As diferentes texturas dos alimentos vai orientar a futura função de mastigação.

A mastigação é uma função aprendida. O estímulo à mastigação e introdução de diferentes alimentos e texturas vai ajudar ao desenvolvimento e crescimento das arcadas e ao estabelecimento mastigação vigorosa e bilateral (alimento levado aos dois lados da boca para ser triturado).

publicidade
publicidade