Pesquisar

Clima seco requer atenção com a saúde respiratória

Para prevenção de alergias, rinites, gripes e resfriados, especialistas recomendam a higienização nasal diária

publicidade
Há 41 dias a capital paulista não tem chuva significativa, o que tem deixado o tempo cada vez mais seco. A previsão é que até o fim da semana, a umidade relativa do ar fique abaixo dos 30 por cento - considerado nível de atenção pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo. O resultado é que a população fica mais propensa a doenças respiratórias, já que a falta de chuva aumenta a concentração de poluentes no ar.

Para prevenção de alergias, rinites, gripes e resfriados, especialistas recomendam a higienização nasal diária com soluções salinas 0,9 por cento, bem como a hidratação nasal com gel apropriado, sempre que o clima estiver seco. Esses hábitos ajudam a manter a mucosa nasal saudável, removendo a poluição, vírus e bactérias do nariz, evitando irritação e doenças respiratórias.
hidratação do nariz no clima seco - Foto: freepik
"Feita pela manhã e à noite, a limpeza é capaz de reduzir em até 40 por cento a incidência dessas doenças. Já a hidratação deve ser feita sempre que houver sensação de ressecamento no nariz", recomenda a Dra. Maura Neves, otorrinolaringologista do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Para se proteger do ar seco e dos efeitos nocivos da poluição, também vale beber bastante água e manter uma alimentação balanceada.
publicidade
publicidade