Pesquisar

Cadeirinha reduz risco de morte no trânsito

Cadeirinha de bebê no automóvel não é frescura é item de segurança

publicidade

Às vezes não damos atenção a coisas simples que fazem enorme diferença. Isso fica mais preocupante quando esse “pequeno detalhe” envolve vidas. Pior, podendo custar a vida de seu filho. Obrigatória no país desde 2010, a cadeirinha no veículo (para crianças com até 7 anos e meio) provou que é um recurso fundamental aos pequenos, salvando vidas.

Após o uso da cadeirinha se tornar lei no Brasil, a Polícia Rodoviária Federal divulgou relatório positivo: o número de óbitos no trânsito envolvendo crianças de até 7 anos e meio (que são obrigadas a usar a cadeira especial no carro) caiu 41,2%, contando o primeiro semestre de 2011 em comparação ao primeiro semestre de 2010, quando o utensílio ainda não era obrigatório.

No primeiro semestre de 2011, morreram 40 crianças nesta faixa etária (até os 7 anos e meio) no trânsito, segundo o levantamento. Naquele mesmo período de 2010, foram 68 mortes.

Bebê dormindo na cadeirinha do automóvel - Marlon Lopez / ShutterStock

Para se ter uma noção de como é muito importante o uso da cadeira infantil no veículo, o número de mortes envolvendo crianças com 8 anos ou mais aumentou bastante. Detalhe: não é obrigatório uso de assentos para criança acima de 7 anos e meio. Esse pode ser um fator para o aumento de óbitos com crianças dessa faixa etária. Comparando os primeiros semestres de 2010 e 2011, o aumento de vítimas entre 8 e 12 anos foi de 10%.

Sabemos que crianças maiores de 7 anos e meio já não se sentem tão confortáveis numa cadeirinha infantil, costumando ficar no banco de trás sem usar o cinto de segurança. Ou seja: sem nenhuma proteção. Daí o aumento de vítimas com mais de 7 anos.

Esse relatório divulgado pela Polícia Rodoviária Federal talvez seja o argumento mais forte para que os adultos decidam de vez comprar assentos infantis para automóveis. Além é claro de fornecer maior segurança a crianças, a cadeira é necessária para se evitar multas.

Caso autoridades flagrem crianças com até 7 anos e meio que estiverem no automóvel sem a cadeira, o dono do veículo terá de pagar multa de R$ 191,54, mais 7 pontos na carteira de habilitação. A medida prevê também a retenção do veículo até que o assento seja colocado.

Informação importante: por enquanto, a lei da cadeirinha ainda não vale para táxis, automóveis de aluguel e, sobretudo, vans escolares. Portanto, fique atento quanto à segurança de seu filho.

Acesse: 

Hora do Passeio - Vídeos e Dicas sobre instalção da cadeirinha.

publicidade
publicidade