Pesquisar

Boneca para menina e carrinho para menino, certo?

Se for do interesse deles, está certo. E se o interesse for o contrário, também está certo!

publicidade

Crianças adoram descobrir coisas novas, experimentar o desconhecido. E isso é muito saudável. Então, se você flagrar sua menininha brincando de carrinho, ou o seu filhão encantado com uma boneca, não se preocupe. Isso é absolutamente natural.

Há anos que se determinou que meninas brincam de boneca e meninos de carrinho. Mas na verdade, qualquer brinquedo atrai a atenção dos pequenos, inclusive aqueles que, teoricamente, não são apropriados para eles.

O problema é que os pais, acostumados com os conceitos impostos sobre sexualidade, acabam se preocupando e não sabem como agir nessas situações. O que será melhor: fingir que não viu, dar uma bronca ou deixar a criança brincar com o que quiser?

brinquedos de meninos e meninas - Imagem: freepik.com

Psicólogos e educadores afirmam que reprimir a vontade dos filhos não é a atitude correta. Os pais devem sempre se policiar para não autorizar ou proibir brincadeiras e atitudes baseadas em “coisas de menina” e “coisas de menino”. Se a filha gostar de jogar futebol e o filho tiver vontade de brincar de casinha, os pais não devem intervir.

As escolhas no brincar não têm nada a ver com a sexualidade da criança e, sim, com novas experiências e descobertas, que são importantes para o desenvolvimento natural durante a infância.

As crianças devem apenas ser orientadas pelos pais e ter livre arbítrio para fazer suas escolhas. Essa diferença na criação de meninos e meninas só cria uma expectativa nos pequenos quanto ao papel que devem assumir e impede que se desenvolvam normalmente.

Então, esqueça essa história que meninos não choram e que meninas são mais frágeis e deixe que seus filhotes cresçam livres, sem preconceitos. O importante é que os pequenos aprendam a conviver junto com crianças do sexo oposto, entendam e respeitem as pequenas diferenças.

publicidade
publicidade