As 500 melhores coisas de ser pai

“As 500 melhores coisas de ser pai”: um livro com a mistura certa de emoção e bom humor

Se ser pai fosse uma profissão, ela seria uma das mais sacrificantes. Afinal, exige dedicação integral, nem um pingo de férias e uma grande dose de responsabilidade. Em compensação, o sorriso de um filho seria um pagamento sem igual. Pai atua em várias áreas diferentes: é o amigo, o irmão, o mestre, o pai, o avô. É para ele que foi feito As 500 melhores coisas de ser pai, escrito pelo redator publicitário Sérgio Franco, da W/Brasil, com prefácio de Washington Olivetto.

Livro - As 500 melhores coisas de ser pai

A obra faz parte da coleção “As 500 Melhores Coisas de...” da Matrix Editora, que já publicou também os livros com as melhores coisas de ser mãe e de namorar. 

As 500 Melhores Coisas de Ser Pai procura reviver os momentos marcantes na vida, acompanhando cada fase da vida de um pai, desde a concepção do filho até seus momentos finais aqui na Terra. Ou indo um pouco além. Sempre com muito humor e sensibilidade.

Um livro que pode ser um bom presente para quem é pai. Mas que com certeza será uma leitura deliciosa para ver, em várias passagens, momentos da própria vida como filho.

O autor conta nesta mini-entrevista como foi o processo de escrever:

1. Qual a maior dificuldade para escrever um livro como esse?

Sérgio Franco: A maior dificuldade foi agrupar as idéias de modo a tornar o livro mais agradável e não uma lista corrida de eventos, como se fosse uma lista de compras de supermercado. A solução foi dividir a vida do pai em fases, misturando muitas vezes dados autobiográficos com dados ficcionais baseados na vida de vários pais conhecidos meus.

2. Qual experiência você usou mais para a obra: a de pai ou a de filho?

Sérgio Franco: A idéia era escrever um livro que não fosse somente uma obra para pais, mas uma leitura prazerosa a todas as pessoas que, na condição de filhos, tiveram algum tipo de convivência com a imagem paterna, seja ela intensa ou não. Dessa maneira experiências como filho e como pais se mesclaram igualmente.

3. Qual a principal mensagem que você espera transmitir?

Sérgio Franco: Se você é pai, pensar que cada momento de sua vida é tão importante que poderia até virar um livro. 

Trechos

As melhores coisas de ser pai nos nove meses antes de ser pai

-  Inventar nomes absurdos só para ter o prazer de ver a cara de desespero de sua mãe na eminência de ter um neto chamado Waldick ou uma neta chamada Wanderléia.

- Registrar seu filho. É incrível imaginar como um misto de inquérito com abertura de cadastro bancário possa deixar você tão orgulhoso.

As melhores coisas de ser pai para quem está começando a ser pai

- Querer que os dias passem rápido para chegar a hora de levar o garoto ao estádio.

- Atrair a atenção da mulherada quando você passeia sozinho com a sua criança no carrinho de bebê.

As melhores coisas de ser pai de adolescentes (sim, essas coisas existem)

- Perder pela primeira vez de seu filho na queda de braço.

- Sentir a barba arranhar quando seu filho lhe dá um beijo. E descobrir que a barba era dele.

As melhores coisas de ser pai e passar sua sabedoria adiante

- Sair do filme do Homem-Aranha e ter conhecimentos suficientes para aplicar a profunda temática do filme em uma situação do cotidiano: “Meu filho, se o jato do seu xixi é forte o suficiente para transpor os limites do vaso, use sempre o papel higiênico para secar o chão. Afinal, com grandes poderes vêm as grandes responsabilidades”.

As melhores coisas de ser pai quando seu filho começa a ficar grisalho

 - Ver seu neto abraçar calorosamente o pai dele e dizer: “Você é o melhor pai do mundo”. Dever cumprido.

As melhores coisas de ser pai depois que você “abotoou o paletó”

- Olhar a sua volta e constatar a presença de filhos, filhas, mulher e netos e, mesmo sabendo que já está no bico do corvo, ficar muito feliz por ninguém ter se importado muito em tomar conta da loja.

- Finalmente se convencer de que todos aqueles anos pagando seguro de vida vão valer para alguma coisa. 

Sobre o autor

Sérgio Franco é filho de seu Sérgio há 43 anos e pai de Júlia há 16 e de Luíza há 13 anos. Além de seu vasto know-how em assuntos paternos, acumulou experiência em redação publicitária trabalhando em importantes agências brasileiras. Atualmente, é redator na W/Brasil. 

Sobre a Matrix Editora

A Matrix é a única editora do Brasil especializada em obras de humor. Em seu catálogo constam autores como Millôr Fernandes e best-sellers como “Chaves – Foi Sem Querer Querendo”, “Guia do Pão-Duro”, “O Diário de Marise” e “Manual do Xavequeiro”. 

As 500 melhores coisas de ser pai

112 páginas

 

Esta página foi publicada em: 25/07/2007.

Verifique com a editora do livro se o mesmo ainda se encontra em circulação e no caso de haver preço indicado, se o mesmo continua vigente.

Pesquise aqui
 
Depoimento