Pesquisar

Apneia na infância

publicidade

Apneia na infância e seus riscos

As crianças que apresentam ronco durante o sono podem ser portadoras da Síndrome da Apneia do Sono, que se caracteriza por uma interrupção na respiração enquanto a criança está dormindo, reduzindo assim a quantidade de oxigênio no sangue.

Essa redução de oxigênio pode trazer inúmeros problemas, alguns irreversíveis. Vários estudos sobre a apneia em crianças já foram realizados.

Verificou-se, por exemplo, que as crianças portadoras de apneias obtiveram um desempenho pior nos testes de QI e apresentaram danos em estruturas do cérebro relacionadas à memória, aprendizado e ao desenvolvimento das capacidades mentais e físicas, limitando até a habilidade de ler da criança.

A síndrome da apneia do sono também pode levar a um retardo no crescimento da criança e até a uma alteração cardio-respiratória, como hipertensão pulmonar.

A alteração no crescimento se deve à diminuição da produção do hormônio do crescimento devido ao sono sempre interrompido pela apneia (o hormônio do crescimento é produzido durante o sono).

Alguns sintomas, além do ronco, são encontrados nas crianças com a síndrome da apneia: respiração pela boca, movimentação intensa durante o sono, xixi na cama ou suar muito durante a noite, alterações cognitivas e comportamentais como déficit de atenção e hiperatividade, que podem gerar prejuízo do aprendizado e baixo rendimento escolar.

Problemas de aprendizado são observados seis vezes mais nas crianças com a síndrome da apneia do sono.

Tratamentos e explicações - Existem muitas causas para a apneia, mas a principal é a hipertrofia (aumento do tamanho) das amígdalas e adenoides. Outras causas incluem obesidade, malformações craniofaciais e doenças neuromusculares.

Essa síndrome pode ocorrer em qualquer sexo e idade, incluindo recém-nascidos, mas a predominância é em crianças com idade pré-escolar onde a hipertrofia das amígdalas é mais comum.

O tratamento da Síndrome da apneia pode ser cirúrgico, a base de medicamentos (corticoides) entre outras. Nos estudos recentes a cirurgia de retirada das amígdalas e adenoides se mostra mais eficaz, melhorando e até curando a apneia, aumentando a qualidade de vida da criança.

Como é uma síndrome que pode trazer prejuízos cerebrais, os danos podem ser irreversíveis e por isso o diagnóstico precoce é de extrema importância. Procurar um médico imediatamente para um diagnóstico específico se for observado sintomas da Síndrome da Apneia do sono na criança pode ajudá-la a melhorar sua qualidade de sono, aprendizado e sociabilidade.

Dicas

Caso verifique no seu filho sono agitado e ronco durante a noite, peça orientação do pediatra.

Não prorrogue o tratamento da Síndrome da apneia do Sono. Quanto antes a criança for tratada, menor o risco de algum prejuízo.

Nem sempre um ronco à noite significa que a criança apresenta apneia, mas deve-se investigar devido ao ronco ser um dos sintomas da apneia.

publicidade
publicidade