Pesquisar

Amamentação Legal

Fotógrafa realiza ensaios fotográficos para encorajar gestantes e futuras mães a se engajarem na causa

publicidade
A amamentação é, sem dúvida, indispensável e fundamental para a saúde dos bebês. O leite materno é rico em anticorpos e nutrientes que sustentam e protegem os pequenos de várias doenças. A Organização Mundial da Saúde (OMS), inclusive, recomenda que o leite da mãe seja o alimento exclusivo do bebê até os seis meses de idade e que, até os dois anos ou mais, ele seja consumido junto a outros alimentos líquidos e sólidos. A legislação brasileira é uma das mais avançadas na proteção ao aleitamento materno, apoiando veementemente as recomendações da OMS, que deve ocorrer independentemente de onde a mãe esteja.
 
No entanto, amamentar em público, um ato de proteção e saúde, vem sendo, frequentemente, motivo de discussão. Muitos casos demonstram como algumas mães se sentem repreendidas, constrangidas e até assediadas quando precisam alimentar os filhos em locais públicos.

campanha Amamentação Legal - Foto: Lidi Lopez
 
O laboratório Lansinoh realizou uma pesquisa com 13.000 mulheres em fase de lactação ao redor do mundo, e 91% das entrevistadas possuem como principal razão, para amamentar, os benefícios para o bebê, no entanto, muitas delas ainda não consideram natural a amamentação em público.
 
Por isso, a fotógrafa e empresária Lidi Lopez lançou a campanha Amamentação Legal, um trabalho realizado em prol da amamentação livre. "O projeto consiste na realização de ensaios fotográficos em cenários cinematográficos com temáticas lúdicas e diferenciadas para encorajar gestantes e futuras mães a se engajar nessa causa tão importante", declara Lidi.

campanha Amamentação Legal - Foto: Lidi Lopez

campanha Amamentação Legal - Foto: Lidi Lopez

campanha Amamentação Legal - Foto: Lidi Lopez

campanha Amamentação Legal - Foto: Lidi Lopez

campanha Amamentação Legal - Foto: Lidi Lopez
publicidade
publicidade