Pesquisar

Adoecendo na madrugada

publicidade

Dia, tarde, noite ou madrugada. Os pequenos não têm hora marcada para ficarem doentes. Uma grande preocupação dos pais é quando seus filhos ficam adoentados em plena madrugada.

Qual a melhor coisa a fazer? "Perturbar" o pediatra com um telefonema bem na hora do sono dele? Ir ao pronto socorro infantil? Ou cuidar em casa e levá-lo ao médico pela manhã?

Com saúde não se brinca, ainda mais dos nossos filhos. Então não custa apresentarmos dicas de como proceder se na madrugada sua criança reclamar de dor ou apresentar algum sintoma estranho.

Se aparecer febre baixa que não ultrapasse 38º e sem outro sintoma acompanhado, indica incubação de alguma infecção. A mamãe pode administrar com um antitérmico recomendado pelo pediatra, observar se aparecem outras reações. Se a febre continuar, procure um médico imediatamente.

A criança reclama de dor no ouvido ou você percebe que seu bebê chora e leva a mãozinha no ouvido. Isso pode ser sintoma de otite (infecção no ouvido). Ofereça um analgésico recomendado pelo pediatra e marque uma consulta com o médico pela manhã.

Um jato de vômito que espirra longe e não está acompanhado de nenhum outro sintoma como enjoo e náuseas pode ser sintoma de meningite. Não precisa nem dizer: leve imediatamente para uma avaliação médica.

Nunca pense que sabe tudo - Febre alta ou temperatura muito baixa da criança também merecem uma visita imediata ao médico. Pode ser sinal de alguma infecção mais grave.

Inchaço nos olhos, indicativo de processo alérgico com risco de fechamento das vias áreas (criança pode não conseguir respirar) e perda de fôlego com grande desconforto respiratório indicam que a criança precisa de acompanhamento médico imediato.

Após a inalação indicada pelo pediatra, a criança pode apresentar alguns efeitos colaterais, como sonolência, apatia e coração batendo rapidamente. Se os sintomas persistirem por mais de vinte minutos e não houver melhora na crise de falta de ar, levar imediatamente ao médico.

Fique atenta se a criança cair do berço ou da cama e bate a cabeça. Não deixe a criança dormir após a queda. Se nada acontecer, pode ficar tranquila. Recorra ao médico se aparecer vômito, desmaio ou convulsão.

Já no caso de diarreias, a avaliação imediata do médico será precisa caso a criança apresente olhos fundos, moleira funda, diminuição do xixi, apatia e muita sede. Se ainda não apresenta esses sintomas, tente cortar com soro caseiro.

Uma dor de barriga intensa com boa função do intestino pode indicar apendicite, infecção urinária ou gastrite.

Isso são apenas dicas, não dispense as orientações passadas pelo pediatra. Em qualquer dúvida, procure imediatamente um médico para avaliar a criança.

Dicas

Pergunte ao médico do seu filho quais as medicações que você poderá usar em casos de emergência.

Nunca medique seu filho sem orientação médica, a criança pode ser alérgica e piorar o quadro.

Não fique receosa de acordar o pediatra na madrugada. Ele entenderá a sua preocupação.

publicidade
publicidade