Pesquisar

A importância da fisioterapia pélvica no preparo do parto

A gravidez, o parto e o pós-parto causam transformações que demandam cuidados especiais com o corpo

publicidade
Você participaria de uma maratona sem realizar um treinamento antes? Se a resposta for não, é porque você sabe que essa é uma atividade que exigiria muito do seu corpo. O parto deve ser visto da mesma maneira. Aliás, a gravidez, o parto e o pós-parto causam transformações que demandam cuidados especiais com o corpo.

Ao contrário de uma maratona, você não precisa passar horas em treinamento. A prática de alguns exercícios e técnicas simples podem ajudar a aliviar dores e o desconfortos e preparar seu corpo para trazer uma criança ao mundo.

Assim como os corredores têm treinadores, você não precisa treinar sozinho. Um fisioterapeuta especialista em obstetrícia pode ajudá-la a permanecer mais confortável durante todo processo gravídico-puerperal.
fisioterapia pélvica para o preparo para o parto - Foto: contato1034 / pixabay.com
Como a fisioterapia pode ajudar durante a gravidez?

Se você acha que os fisioterapeutas só ajudam os pacientes a se recuperar de uma lesão ou cirurgia, você não está sozinha. Embora a reabilitação faça parte do trabalho, os fisioterapeutas também se concentram na prevenção de lesões. À medida que o bem-estar e a qualidade de vida ganham mais visibilidade, profissionais da saúde e pacientes ficam mais conscientes do que a fisioterapia pode oferecer, durante e após a gravidez.

Quando devo ver um fisioterapeuta durante a gravidez?

A dor não é normal, e isso não muda apenas porque você está grávida. Seu corpo irá mudar drasticamente durante a gravidez, isso não significa que você precisa se sentir desconfortável ou viver com dor por 40 semanas ou mais.

Normalmente, as pacientes procuram ajuda depois de terem desenvolvido dor. No entanto, o ideal, é que o tratamento inicie logo após o primeiro trimestre, para trabalhar os músculos do assoalho pélvico. Estes músculos impedem o desenvolvimento da incontinência ou do prolapso de órgão pélvicos, e devem ser treinados independente da via de parto.

Ao longo da gravidez, é importante trabalhar a mecânica corporal adequada. À medida que o útero cresce, o seu centro de gravidade mudará, e sua postura e coordenação também. Alguns músculos ficarão mais ‘tensos’, enquanto outros se “afrouxarão”. O fisioterapeuta pode propor exercícios que irão fortalecer e relaxar os músculos de forma adequada, o que irá ajudar a permanecer confortável e sem lesões ao longo de toda gestação.

A fisioterapia pode preparar o seu corpo para um parto mais fácil e mais rápido, e também pode ajudar a retornar ao estado pré-gravídico mais cedo, pois os exercícios oferecem condições para os músculos se recuperarem com mais facilidade. 

Thalita Freitas é fisioterapeuta especialista em Saúde da Mulher pela Faculdade de Medicina da USP, atuante na clínica Athali Fisioterapia Pélvica Funcional, na área de reabilitação dos músculos do assoalho pélvico e obstetrícia.

publicidade
publicidade