Pesquisar

A água do banho

Muita atenção antes de colocar seu bebê na banheira, principalmente em relação à temperatura da água.

publicidade

A água do banho do recém-nascido merece uma atenção especial. Existem algumas recomendações importantes sobre a temperatura e até mesmo a quantidade de água na banheira, o que facilita o trabalho da mãe e não põe o bebê em risco.

Segundo a enfermeira Ana Paula Ferreira, da UTI neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana, não há necessidade de que a água da banheira seja filtrada.

A temperatura da água é um fator muito importante. Crianças se queimam a temperaturas menores do que adultos por causa da pele mais fina e do tamanho da massa corporal. “Existem termômetros próprios para medir a temperatura da água. Para quem não tem um, a dica é colocar a parte inferior do antebraço – aquela onde a pele é mais macia - e sentir se a temperatura da água está morna”, sugere Ana Paula. A temperatura deve se ajustar à estação do ano, mas varia em torno de 36 ou 37 graus.

Para encher a banheira, primeiro deve ser colocada a água fria e depois a quente, até atingir a temperatura ideal. Antes de colocar o bebê, misture bem as águas por toda a banheira e jamais acrescente água fria ou quente quando a criança já estiver lá dentro.

Não é preciso encher demais a banheira, mas se você colocar pouca água ela vai esfriar rapidamente. O ideal é que haja água suficiente para o bebê flutuar. Uma boa medida é que o nível da água bata no umbigo da criança.

publicidade
publicidade